21 junho, 2018

[Resenha]: Desconcertos — de Ricardo Tagliaferro

Eu recebi essa lindeza em parceria com o autor Ricardo Tagliaferro. A propósito, quero agradecer o autor pela confiança e parceria. 🌷🌷🌷 Esse é o meu primeiro contato com um de seus textos e já adianto que: "Eu leio até mesmo a lista de compras do Ricardo!" o/ Confira agora a sinopse e o que eu achei de DESCONCERTOS, uma publicação independente. 

Sinopse: Desconcertos é uma coletânea de contos que retratam a vida normal de pessoas comuns em seu cotidiano rotineiro. Um homem bem-sucedido, mas infeliz; um fotógrafo abandonado por sua maior inspiração; um violinista com vontade de largar tudo; um padre desacreditado; e alguns outros relatos de quem decidiu viver à sua maneira. Histórias fictícias que muito bem poderiam ser reais... e talvez até sejam. O que difere a vida dessas pessoas da nossa é o infortúnio. Não se assuste caso se depare com um caso em que se identifique. A vida é nada mais do que isso: viver. 


"Porque somos todos eternos desconcertos..." 

Um belíssimo grito no escuro!

Por se tratar de uma coletânea de contos, cada qual com sua particularidade, antes de dar o  meu parecer deixarei abaixo três quotes da obra. 




"Ela, agora casada, seguia radiante para o fim já esperado. Ele, conformado, seguiu o caminho oposto, talvez obscuro, que o condenava. Duas vidas divididas pelo poder do livre arbítrio. Dentre todas as grandes escolhas, optou por ser padre, mas, se pudesse, teria escolhido não celebrar o casamento do amor de sua vida." (Conto: Enlace, Pág. 31)

"Na manhã seguinte não havia ele, não havia ela, havia apenas as ondas libertadoras. Para os dois, as coisas mais importantes no final de suas vidas eram o mar e amar. "(Conto: A Ilha, Pág. 79)

"Ele encontrou dentro de casa a felicidade que tanto procurava fora, e fora castigado com o abandono. Não pela mulher com quem escolhera viver até o fim da vida, e sim pela própria mente, que o enganou, fazendo-o acreditar que, às vezes, tentamos plantar algo na terra do outro sem saber que a nossa terra, de todas, é a mais fértil." (Conto: Cotidiano, Pág. 115)




DESCONCERTOS é um farfalhar de sentimentos adversos, um retrato real da vida. O título da obra condiz com o seu propósito, apresentando contos singulares, cada qual adornado em sabores e dissabores. Há em cada conto um traçado melancólico, com infortúnios dos quais muitos são fadados. Trata-se de uma leitura rápida e de fundo reflexivo. Eu, como uma boa admiradora de textos que conduzem o coração, ADOREI!!! ♥♥♥ Por fim, para quem é apreciador (a) de uma breve leitura e recheada de sentimentos, eis essa belíssima pedida. o/

Os contos são narrados em primeira e terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com bom espaçamentos e fontes um pouco maiores (o que facilitou ainda mais a leitura), adornada em papel pólen (o amarelinho); e a capa é singela e bonita, estampando o título da obra e o nome do autor.


Livro: Desconcertos
Autor: Ricardo Tagliaferro
Gênero: Coletânea de Contos
Publicação  Independente
Ano: 2018
Páginas: 138

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com/

19 junho, 2018

[Resenha]: Dange Rock — de M. S. Fayes

Já faz um tempo que eu tinha vontade de conferir essa obra, e assim que vi que a mesma estava disponível para download gratuito (em formato digital), não hesitei e baixei. Confira agora a sinopse e o que eu achei de DANGE ROCK, obra da autora M. S. Fayes, uma publicação da editora Pandorga

Sinopse: Eve McGannon lidera a banda DangeRock desde adolescente. Sua voz atrai multidões como um ímã, da mesma forma que sua timidez a impede de confessar seu amor eterno por Brandon Conwell, o guitarrista e amigo de infância que sempre esteve ao seu lado, mas sem nunca percebê-la como mulher. Quando a banda recebe uma proposta irrecusável, o grupo unido se vê imerso em um turbilhão de sucesso absoluto e suas complicações. Isso inclui um astro musical que desperta um poderoso sentimento de ciúmes em Brandon, ao mesmo tempo em que tenta fazer Eve abandonar suas desilusões e ir em busca de novos sonhos. Eles aprenderão que o coração comanda todos os atos dentro e fora do palco. Basta apenas que sigam os sentimentos através das melodias que eles mesmos entoam. 


"Porque amar é admirar com o coração..." 

Uma grata surpresa!

Eve e Brandon são vizinhos e amigos desde a infância. Eles cresceram juntos e, ainda na adolescência, montaram uma banda de garagem chamada High Rockers. Cinco anos se passaram e com eles a banda ganhara maior repercussão, além de um novo nome, ficando superconhecida e chamando-se Dange Rock.

"A canção falava de um amor profundo e enlouquecedor. Igual ao que eu sentia por Brandon. Meu amigo de infância. Apenas isso. Meu amigo. Totalmente por vontade dele, porque por mim ele seria muito mais. Cada vez que eu o via com suas groupies, meu coração se quebrava mais um pouco. Até o presente momento, era bem capaz que ele estivesse como o solo da Lua." (Livro: Dange Rock, de M. S. Fayes)




Eve segue os dias em turnês, ao lado dos amigos e integrantes da banda — Brandon, Phil e Malcom. No entanto, cada dia que passa, sua paixão por Brandon cresce, enquanto ele continua sendo o lindo e garanhão guitarrista, que dia após dia se envolve com as groupies.

"— Eu não posso te perder, caralho — ele disse e meu coração se agitou. — Não posso perder a amizade que temos há tantos anos. E, se a gente acabar se enrolando numa transa qualquer, é o que fatalmente vai acontecer." (Livro: Dange Rock, de M. S. Fayes)

Eve e Brandon tem um breve envolvimento, que é cessado com as duras palavras dele e, claro, o orgulho ferido dela. Agora cada qual tenta disfarçar seus sentimentos, e a convite de Mitchell Clay, astro da FunbBock, eles seguem em turnê, apresentando uma nova e mais sexy Eve, fazendo parceria em uma das canções com Mitch.

"— Sou maduro o suficiente para perceber uma joia quando deparo com uma, garoto — ele disse e seu tom era duro. — Somente um imbecil poderia ter coragem de deixar aquela garota passar por entre seus dedos e escapar." (Livro: Dange Rock, de M. S. Fayes)

Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.

Eis um texto delicioso de se perder, com uma narrativa singela e envolvente.

DANGE ROCK é uma história de amor apaixonante. Brandon é o típico bad boy que eu amo; e Eve é o protótipo de uma louca roqueira que, no fundo, não passa de uma jovem apaixonada. Não há como não se apaixonar e torcer por esse casal. Alguns personagens secundários levam consigo sua particularidade, tornando-os único. A trama tem uma pitada hot, reverba em reviravoltas e tem um final muito fofo. 💘💘💘 Por fim, para os apaixonados pelo gênero New Adult, eis essa boa pedida. 

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está boa, no padrão digital; e a capa é perfeita, estampando ninguém menos que a protagonista, Eve McGannon. 


Livro: DANGE ROCK #1
Autora: M. S. Fayes
Gênero: New Adult
Editora: Pandorga
Ano: 2016
Páginas: 288

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com/

Compras #Pollyanna e #Pollyanna Moça


E eis que finalmente lerei Pollyanna e Pollyanna Moça! Já conheço as histórias há um tempão, mas nunca li na vida! Sérios, tem uns clássicos que dá até vergoinha de falar que eu não li....Mas vixe, ainda quero ler muitos e muitos....



Pollyanna é um romance de Eleanor H. Porter, um clássico da Literatura Juvenil e foi publicado em 1913, já fazendo um grande sucesso! Em 1915, a autora publicou uma continuação Pollyanna Moça, com a menina já adolescente.



A história todo mundo já conhece. Pollyanna é uma menina de onze anos, que após a morte de seu pai, um missionário bem pobre, vai morar de favor com uma tia rica e severa que não conhecia anteriormente. No seu novo lar, passa a ensinar, às pessoas, o "jogo do contente" que havia aprendido com o seu pai. O jogo consiste em procurar extrair algo de bom e positivo em tudo, mesmo nas coisas aparentemente mais desagradáveis.
É claro que provavelmente quem lê o livro hoje não deve sentir tanto impacto quanto há 100 anos atrás, né? Mas comecei a ler de coração aberto, pensando em como devia ser lúdica a vida da menina!
Imagino que não vou me decepcionar!

17 junho, 2018

{Resenha #246} Mais forte que o sol - Julia Quinn


Quando eu AMO um livro não adianta, quero falar dele para todo mundo e o tempo todo! Tenho muitas outras resenhas para fazer e postar aqui, mas Mais forte que o sol tomou a frente de tudo!!!!!! Chegou da Arqueiro e eu já DEVOREI!!!!!! 

Julia Quinn é Julia Quinn, né? O Volume 2 das Irmãs Lyndon não decepciona!



Quando Charles Wycombe, o irresistível conde de Billington, cai de uma árvore – literalmente aos pés de Ellie Lyndon –, nenhum dos dois suspeita que esse encontro atrapalhado possa acabar em casamento. Mas o conde precisa se casar antes de completar 30 anos, do contrário perderá sua fortuna. Ellie, por sua vez, tem que arranjar um marido ou a noiva intrometida e detestável de seu pai escolherá qualquer um para ela. Por isso o moço alto, bonito e galanteador que surge aparentemente do nada em sua vida parece ter caído do céu.
Charles e Ellie se entregam, então, a um casamento de conveniência, ela determinada a manter a independência e ele a continuar, na prática, como um homem solteiro. No entanto, a química entre os dois é avassaladora e, enquanto um beijo leva a outro, a dupla improvável descobre que seu casamento não foi tão inconveniente assim, afinal...
Quem leu minha resenha de Mais lindo que a lua sabe que não morri de amores pelo livro 1 das Irmãs Lyndon, né? O que não aconteceu nesse aqui. Embora tenha uma história totalmente familiar ela ficou muito, mas muito mais divertida do que eu poderia supor! Ellie e Charles realmente se superaram no quesito diálogos super engraçados, o que aliás é uma das especialidades da Julia Quinn, né??



Vale super mega ultra a pena ler esse livro! Robert e Victoria não aparecem aqui e sinceramente não fizeram falta nenhuma ahahahahahaha.....Até a tia Cordelia foi legal, só acho que a Julia Quinn poderia ter aproveitado melhor a velhota maluca (adoro uma velhota) ahahahahaah.....







 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo