27 maio, 2017

[Resenha]: Quando a Bela Domou a Fera — de Eloisa James

Esse livro foi enviado como parceria pela editora Arqueiro. Trata-se de um lindo (e divertido) romance de época. Vem junto conferir a sinopse e resenha de "Quando a Bela Domou a Fera", obra da autora Eloisa James. o/

Sinopse: Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?


"Porque o amor pode domar até mesmo uma Fera" 




Um enredo divertido e apaixonante! 

Linnet Berry Thrynne é uma linda mulher de vinte e três anos, filha de um visconde e órfã de mãe. Ela envolveu-se com o Príncipe Augustus Frederick (duque de Sussex), sendo flagrada aos beijos com ele, em uma comemoração da realeza. Além deste contratempo imperdoável, passara mau com uma das refeições servidas no evento, regurgitando na frente de todos, além de usar um vestido que a deixara — digamos assim — mais volumosa, fazendo com que todos pensem que está esperando um herdeiro do príncipe. 

— É uma lástima que eu não possa me casar com você — disse ele, desculpando-se, quando o escândalo se espalhou na noite anterior. — Nós, duques reais, você sabe... Não podemos fazer tudo que gostaríamos. Meu pai está um pouco transtornado com essa questão. Sinceramente, é um desconsolo imenso. Você deve ter ouvido histórias sobre o meu primeiro casamento, aquele que foi anulado porque Windsor decidiu que Augusta não era boa o bastante, e ela é filha de um conde. (Livro: Quando a Bela Domou a Fera, Pág.8) 

Piers Yelverton é conde de Marchant e herdeiro do duque de Windbank, além de um excelente médico de temperamento forte e grosseiro. Ele vive num castelo, no País de Gales, tendo ao seu lado o mordomo Prufock. E devido uma necrose em seu quadríceps direito, sente muitas dores e vive pendurado numa muleta. Devido a essa restrição, é visto como um varão de poder, porém incapaz de ter um herdeiro. 

— Não há bebê nenhum nessa barriga, Srta. Thrynne. O fato de que você amarrou uma almofada na cintura pode ser suficiente para confundir meu pai, mas... (Livro: Quando a Bela Domou a Fera, Pág.63) 

Juntando o útil ao agradável, o visconde Cornelius (pai de Linnet), e sua entrometida tia, Zenobia, traçam um plano para que ela não seja condenada pelo resto da vida, combinando com o duque de Windbank (pai de Piers), um noivado entre os dois. O problema é que Linnet não está esperando um filho, pois seu breve relacionamento com o Príncipe Augustus não passara de alguns beijos — e, ao chegar no castelo, é desmascarada por Piers. Ambos tempestuosos e certos de que não haverá noivado algum, ficam atordoados quando se dão conta do quão estão apaixonados. 

— Você tem gosto de chocolate — grunhiu ele, seus lábios ainda pairando sobre os dela. 
Linnet podia sentir seus olhos fechando. Sim... Por favor... Seu estômago deu um nó quando ela sentiu o hálito dele, chocolate e menta. 
— Se você fosse um bombom, eu iria mordê-la. 
Ele inclinou a cabeça e... a mordiscou? Mordeu seu lábio inferior. Contra toda a razão, aquilo enviou uma onda de calor pelo corpo de Linnet. 
Seus olhos se abriram. 
— Acho que você precisa ler um ou dois livros — disse ela. — Se é que se pode chamar isso de beijar. (Livro: Quando a Bela Domou a Fera, Pág.118) 

Agora cesso os meus comentários para não soltar mais spoilers

Essa história é a releitura de uma fábula, porém com um contexto diferente: em vez de um homem amaldiçoado com um encanto, temos um rude médico, que leva consigo amargas lembranças do passado. Piers sequer imagina-se noivo, quanto menos casado — e essa foi a maneira do seu pai (o motivo maior de suas tristes lembranças) reaproximar-se. Entretanto, o carrancudo doutor não imaginava que o improvável tornaria-se provável, e acabou ficando cara a cara com uma inteligente e bela mulher, sem papas na língua, o que instigou-o ainda mais. No entanto, ele não se sentia digno dela. 

Eu gostei muito de me aventurar nesse livro, com uma narrativa envolvente e diálogos pra lá de divertidos, fazendo-me cair na gargalhada por diversas vezes. Além desses elementos, há também o romance picante entre Piers e Linnet: OP'S, PERDI O FÔLEGO!... Afinal, quem não gostaria de ter um expert na arte do amor como o doutor Piers?! Os personagens secundários aparecem menos, porém são tão importantes quanto os protagonistas. Dentre desavenças e amores impossíveis há um percalço maior, que só acrescentou na trama. Vou confessar, EU ME APAIXONEI POR PIERS! E não poderia ser diferente, pois tenho inclinação para homens inteligentes (mesmo que sejam carrancudos e sarcásticos — rs). E já prevendo o final, pois o conteúdo lembra alguns livros do gênero que li, senti-me envolvida e AMEI! O epílogo foi ainda mais lindo e divertido, apresentando o futuro dos protagonistas. A propósito: "Eu leio até mesmo a lista de compras da autora". o/

Curiosidades: Na nota histórica, a autora diz que o protagonista Piers Yelverton foi inspirado no Dr. Gregory House, do famoso seriado "House". Caso alguém reconheça as similaridades, é isso. Além deste relato, há na capa uma nota da autora Julia Quinn dizendo o seguinte: "Nada me faz correr para uma livraria mais rápido do que um romance novo da Eloisa James".

O livro é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com espaçamentos e fontes em bom tamanho, adornado em papel Pólen Soft (o amarelo mais claro); e a capa estampa uma linda rosa vermelha. Por fim, para você que curte um romance de época envolvente e apimentado, eis essa EXCELENTE pedida.


Livro: Quando a Bela Domou a Fera 
Autora: Eloisa James 
Gênero: Romance de Época 
Editora: Arqueiro 
Ano: 2017
Páginas: 320

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/


{Resenha #193} Os mistérios de Sir Richard - Box Quarteto Smythe-Smith


Então chegamos ao fim de mais uma série da Julia Quinn. 😢😢😢 Isso é triste, mas eu tenho esperança de que a Editora Arqueiro vá publicar outros livros da autora, pois é SUCESSO na certa!

O último livro do box é sobre a Iris, mas o nome do livro é Os mistérios de Sir Richard e realmente tem um mistério a ser desvendado!


Sir Richard Kenworth tem menos de um mês para encontrar uma esposa… Por isso sabe que não pode ser muito exigente. Mas, quando vê Iris Smythe-Smith ao violoncelo no tradicionalmente desafinado recital de sua família, pensa que o destino trabalhou a seu favor. Ela é o tipo de garota que não atrai muitos olhares, porém algo o faz ter certeza de que é a escolha perfeita. Iris Smythe-Smith já se acostumou a ser subestimada… Com seu cabelo muito claro, a pele alva e o jeito discreto, ela quase sempre passa despercebida, ainda que seja a única do Quarteto Smythe-Smith que realmente sabe tocar um instrumento – não que alguém consiga escutá-la em meio à cacofonia dos concertos. Por isso, quando o charmoso Richard Kenworth pede para ser apresentado a ela, Iris fica envaidecida, mas também desconfiada. E quando o pedido de casamento dele se transforma numa situação comprometedora, Iris tem a sensação de que ele está escondendo algo… ainda que Richard pareça mesmo apaixonado e que o coração dela esteja implorando para que diga sim.


Achei essa capa linda, fico super indecisa sobre qual capa é a mais bonita, na verdade....E o tal mistério só poderia ser mesmo esse (segurando o dedo para não soltar spoiler), qual mais, né?

Eu gostei bastante da personagem da Iris e até do Richard também, mas tinha ora que me dava vontade de socar a cara dele!!!!!! E em outras horas, a dela também, por tabela!!!!! 

O desenvolvimento do romance é de morno a normal, até aí tudo bem, sabemos que muitos casamentos eram arranjados mesmo. Acho que a maioria das mulheres iam se dar por satisfeitas se o marido não fosse um bruto, enfim....triste, mas realidade.

Gosto da força de Iris, ela é uma mulher centrada, observadora, na dela, mas não fraca. Ela sabe exatamente quem é e o que quer. Inclusive percebe tudo quando "quase" é obrigada a se casar com Sir Richard....Não que ela não fosse dizer sim....


Depois que casal chega a sua nova casa, aqui que as coisas se complicam e o segredo está quase vindo a tona. Se fosse comigo já teria dado uma sacudida nele para saber o que era....

Enfim...a irmã Fleur é insuportável, ai que garota chata e mimada, pelo amor de Deus...quase tudo culpa dela. Mas sem isso não teria história né? Só achei que ficou muito tempo no vai não vai....no suspense e depois tudo se desenrolou tão rápido, que achei que poderia ter sido dividido um pouco o clímax....

Mas no geral eu gostei, como todos os outros, só não perde para o livro da Honória, que é o melhor, ma minha opinião.


Espero que a Dona Julia faça outros epílogos dessa galera também, sobretudo das irmãs e primas que ela não deu história própria.

Eu demorei a postar essa resenha pois eu não queria que acabasse nunca! ♥

Beijos!!!!! 

26 maio, 2017

Traduzir em versos - delicadeza nas ilustrações de Juliana Fiorese



Olá, leitores, como vão? Como vocês sabem eu adoro o trabalho da ilustradora Juliana Fiorese, já falei dela diversas vezes aqui no blog, seja com o Livro de Arte, ou marcadores, ou agenda...Enfim....acho tão bom a gente valorizar o trabalho nacional, não é?


Desse livrinho eu não tinha falado antes. É de poesia. Eu não sou lá muito de poesia, eu comprei pelas ilustrações mesmo. Fala de vida, amor, tempo.....coisa de poetas....

Ele tem esse tom branquinho e laranja, uma delicadeza ao estilo Juliana de desenhar....


Ele foi uma publicação independente de 2015, com as poesias de Paula Brum. O projeto gráfico e as ilustrações da Juliana. 


Agora eu tenho o Livro de Arte, o Traduzir em versos, As Valquírias e Fragmentos in(conscientes). Digo de coração, todos são lindos! E eu fico feliz em ter na minha singela coleção de quadrinhos e ilustrações 💓 

{Pedrazul} Um amor apaixonado - Livro 3


Olá, pessoal! E vamos ao livro 3 da Série Amores. Dessa vez é Um amor apaixonado ♥ O lançamento será mais ou menos entre 15 e 20 de junho.




Prudence não é prudente. Ao contrário do que seu nome indica, ela anseia por aventura. Dona de um espírito livre e apaixonado, ela é a menos tradicional filha de um duque inglês. Desde menina sentia uma vontade imensurável de conhecer os mistérios do Oriente e sua amizade com o príncipe Bahman Al Kaled, iniciada ainda na infância de forma inusitada, a fez desenvolver verdadeira obsessão pela Arábia. Quando surge a oportunidade perfeita para realizar seu sonho de viajar até lá, vê-se obrigada a ficar sob a tutela e proteção de um príncipe arrogante, insuportável e irresistível! 


Ao contrário do irmão mais velho, o príncipe Táriq odeia o povo inglês, mas o destino coloca sob sua responsabilidade justamente uma nobre inglesa, que acredita ser a síntese da mulher fútil e manipuladora que ele tanto despreza. Mas seu país precisa de uma aliança política e cabe a ele evitar que a ousada filha do duque de Barrington seja sequestrada em sua viagem a caminho do palácio Madinat al-Zahr. Tudo teria se resolvido em poucos dias se uma terrível tempestade de areia não tivesse atravessado o caminho deles. Após dias e noites sozinhos no deserto, a reputação de Lady Sinclair fica irremediavelmente comprometida e ele terá de encarar seu pior pesadelo: um casamento, pelo bem de seu país e pela honra da jovem.


Será que de um casamento forçado pode nascer um amor apaixonado?

Eu sou suspeita para falar pois adoro romances, será que será bom?

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo