07 janeiro, 2014

{Clássicos} A Moreninha


Olá, um ótimo dia a todos!

Eu sou a pessoa das listas, faço lista para tudo...desde mercado até coisas que tenho que resolver.
Mas esse ano chegou e eu ainda não fiz nenhuma lista, não tracei nenhum plano audacioso...
Pelo menos não no papel... na minha cabeça tenho vários... tantos que ela fica sempre a quase explodir, realmente queria conseguir colocar metade em prática....enfim...

Umas das metas imaginárias é ler ou reler mais clássicos.
Confesso que como não me matei de estudar para o vestibular (fiz particular e não me envergonho disso) eu não li a maioria daqueles clássicos que mandam a gente ler na escola. Na verdade eu só li os que eu quis srsrsrs... poucos na minha opinião. Então nesse ano isso vai ser diferente. 

Meta: ler mais clássicos.
Meta: ler mais literatura nacional.

Bom, comecei com o pé direito, se me permitem dizer!
Reli A Moreninha, do Joaquim Manuel de Macedo.

Eu tenho esse, em algum lugar na casa da minha mãe

A obra marca o início do Romantismo no Brasil e foi publicada pela primeira vez em 1844, sendo considerada o primeiro romance tipicamente brasileiro, retratando hábitos da juventude burguesa carioca contemporânea à época da publicação. A publicação da obra deu tanta fama ao autor que o mesmo abriu mão de uma carreira médica para dedicar-se exclusivamente a literatura e ao jornalismo. 

Eu simplesmente amo a história, já li e reli umas trocentas vezes, sei muitas partes de cor. O livro é tão curtinho e a leitura flui de uma maneira meiga e despretensiosa que com certeza envole até os mais chatos dos leitores.

A história (se é que algum pobre mortal não conheça):

"Quatro estudantes de Medicina (Filipe, Leopoldo, Augusto e Fabrício) passam o feriado na casa da avó de um deles, numa ilha. Um deles apostou que se ficasse apaixonado por uma mulher por mais de quinze dias, escreveria um romance contando a história desta paixão. A partir daí, conhece Carolina, irmã de Filipe (a Moreninha do título) por quem se apaixona. O único obstáculo à união dos dois é a promessa de fidelidade feita pelo estudante a uma menina que conhecera na infância e cujo paradeiro e identidade desconhecia. Porém, esse empecilho é resolvido no final do livro, causando surpresa aos leitores e personagens do enredo."

Apesar de não ser falado em nenhum momento do livro, a ilha onde mora a avó de Filipe parece ser a Ilha de Paquetá. A obra nos mostra costumes e a sociedade do século XIX no Rio de Janeiro: os estudantes de medicina, os bailes, saraus, os flertes inocentes das moças com os rapazes... Tudo isso trouxe notoriedade para o autor na corte carioca, que deu os primeiros passos num romance tipicamente nacional com a figura feminina morena e brejeira.

Como não amar?
Várias editoras já publicaram, as capas são quase infinitas. 
Mas todas horrorosas kkkkk. Não sei de onde tiraram capas tão feias....pelo menos para mim, nada tem a ver com a obra, mas enfim....

 Eu tenho esse também, foi esse que reli (é sou louca, tenho mais um, com outra capa kkkkk)



Essa capa aqui tá valendo 280,00 reais no mercado livre, acredita? Diz que a edição é de 1945....


Bom, pelo que eu li já teve filme e novela. Filme com a Sônia Braga (odeio ela) e novela com a Nívea Maria, ambas no papel de Carolina. Andei vendo uns pedaços e achei um horror... Vou ficar apenas no livro mesmo!

Quem já leu me fala se também acha uma graça?
Bjs

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

5 comentários:

  1. Eu li A Moreninha a um bom tempo atras e não lembro muito bem da história, espero que esse ano eu consiga ler alguns clássicos é minha meta
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  2. Oi Re
    Amei a matéria, eu também queria ler mais clássicos, mas desde que fui obrigada a ler memórias póstumas de Brás Cubas, na escola fiquei traumatizada, mas eu amo Os capitães da areia de Jorge Amado, recomendo, o livro é lindo e de emocionar.
    Mas livros nacionais eu também quero ler bem mais esse ano rsrs.

    Beijos
    Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê, nunca li esse srsrsrs
      lembro de ter lido senhora, o crime do padre amaro...Eu li capitães de areia também, apesar de não curtir muito Jorge Amado, mas tem tanto tempo que nem me lembro direito
      bjs

      Excluir
  3. Eu li esse livro há muito tempo, mas só lembro de ter amado tudo nele. Como eu tenho ele aqui em casa agora que vi voce lendo me deu vontade de reler de novo *_*
    como eu queria achar o filme de novo =)
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu dei uma olhadela no filme, mas como não gosto da Sônia Braga achei meio nada a ver...
      É um livro curtinho, dá para ler muito rapidinho
      bj

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo