08 julho, 2014

{Resenha #28} A garota que você deixou para trás - Jojo Moyes


Olá a todos!
Tudo bem? Eu sempre espero que sim!

Tenho conseguido finalizar ótimas leituras apesar da correria do dia a dia. E fico muito feliz por isso. Pois só quem é apaixonado por livros, sabe a felicidade que dá quando a gente acaba de ler um livro e fica mais apaixonada por ele. Foi assim com A garota que você deixou para trás. Já tinha ouvido falar na autora Jojo Moyes e tals, mas foi através da Ju, do Nuvem Literária que acabei comprando esse livro para conhecer mais um pouco dessa história.

~~~~ A História do livro~~~~

Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. 
Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.



~~~~Minhas impressões ~~~~
Quando comecei a ler senti uma grande delicadeza na escrita dessa autora e isso me chamou a atenção logo de cara. Pensei numa história triste e em parte ela é. Mas pelo título sugestivo, me parecia triste de outra forma, não da que me foi apresentada no decorrer da leitura.
O livro é dividido em duas partes. A parte I, que se passa em 1916, onde conhecemos a corajosa Sophie e sua família refém da guerra e a parte II, que já se passa nos dias atuais e é onde se desenrola a história principal do livro. Digo isso pois enxerguei várias histórias dentro de uma só, entrelaçadas por alguns "conflitos" em comum. Nesse caso, entendam como quiserem, ou o amor ou a guerra ou mesmo o quadro em questão. Ou mesmo todos.

Apesar de parecer que a parte I é meio parada ela não é de forma alguma. Ela é bem tecida, de forma a nos apresentar Sophie, sua situação de impotência diante dos horrores da guerra. É muito revoltante quando sua família tem que servir aos alemães sem prostetar e sem receber nada em troca por isso.
Mas também é gratificante ver como algumas pessoas  (como direi?)...de menor poder estão no cargo porque não têm muita escolha....afinal é uma guerra. Não estou defendendo o comandante alemão. Mas ele é apenas um soldado. Um soldado que segue ordens.... Mas se pararmos para pensar, todos são pessoas. Mas nem todas do lado vencedor.

Esquecendo os devaneios e voltando a história da garota...ou melhor, do livro....Depois desses acontecimentos somos transportados para o tempo presente e conhecemos não apenas Liv mas também Paul. Ela é uma jovem viúva meio perdida na vida, apesar de já ser bem adulta. Paul é um cara do bem que trabalha num empresa de restituição de obras de arte e afins que foram "tiradas" de seus donos em tempos de guerra. Então aqui entra uma boa parte de novo conhecimento, pelo menos para mim...ehehehe....sabia que essas convenções e tratados existem e tals, mas como é muito chato ler esses tratados de direitos disso e daquilo, nada melhor como um exemplo bem prático. E a autora nos ensinou maravilhosamente bem, sem ser didática. 

As histórias se fundem e ficamos querendo saber o que houve realmente com Sophie, com sua família, com Édouard, com o comandante alemão e principalmente com o quadro. Como juntar todas as partes desse todo se já se passaram tantos anos e tanta gente perdeu suas vidas nos horrores das guerras? Como?! Essa pergunta ficou martelando muito tempo na minha cabeça enquanto eu lia.... Felizmente a autora mescla um pouco do passado e do presente e parte da minha tensão ia diminuindo com algumas "respostas"...srsrsrs. 

Gostei da Liv e do Paul. Parecem pessoas normais, com problemas normais. Os dela são meio estranhos para mim, mas relevei em prol da história que era contada, que é muito maior do que uma personagem meio perdida na vida. Mas talvez a história fosse justamente essa, o amadurecimento quando o conhecimento da trajetória do quadro A garota que você deixou para trás veio a tona. Pelo menos percebi isso, não sei se estou muito certa. Como esse tipo de pano de fundo (guerra) pode despertar vários sentimentos dependendo de que lado cada antepassado seu esteve talvez esse seja mais um ponto de reflexão.

No fundo, acho que ficamos torcendo para a coragem das duas mulheres, a de ontem e a de hoje. Para que ambas encontrem seu caminho, seja num mundo devastado pela guerra ou num mundo cheio de ambição. Super recomendo e com certeza vou ler os outros da autora!

A garota que você deixou para trás
Jojo Moyes
Editora Intrínseca, 2014, 384p. 
Romance inglês
I.S.B.N: 978-85-8057-471-5
Classificação: ♥♥♥♥♥

Se alguém tiver paciência, estou nas redes sociais: 



Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

4 comentários:

  1. Oi Rê.

    Nossa que resenha intensa rs.
    Estou super curiosa para ler algo dela. Estou com o Como Eu Era Antes de você, mas confesso que estou com muito medo de ler. Estou achando que vou chorar horrores, e não estou me sentindo preparada para chorar. Ando meio emotiva kkk e evitando assuntos que me tragam lágrimas, mas faz muito tempo que estou para ler. Bem de qualquer forma esta na minha lista para esse bimestre, então vamos ver em que momento o lerei.
    Amei a resenha, achei ela mesmo bem intensa, e me fez querer ler esse também, apesar de que quando li a sinopse dele, pensei que pode ser meio confuso, e eu tenho sérios problemas em entender livros ou filmes que ficam indo e vindo rsrs.
    Mas fiquei curiosa para saber desse quadro, rs.

    Beijos Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fer,
      também fiquei muito feliz de escrever minhas impressões sobre esse livro, eu gostei muito, muito mesmo e vale super a pena. É uma bela história e nos leva mesmo a alguns pontos de reflexão. Pelo menos a mim, me levou ehehehehe. Super recomendo!
      Acho que "como eu era antes de você" é muito mais chororô pelo que dizem , já coloquei ele no carrinho e ainda não comprei, mas vou comprar em breve, quero ler todos da autora, pelo menos esse eu percebi nela uma delicadeza bem grande ao escrever e eu adoro isso! Amando Jojo Moyes!!!!!!
      bjs

      Excluir
    2. Poxa depois de tudo isso me deu ainda mais vontade de ler o meu rsrs.

      Beijos

      Excluir
  2. Eu nunca li nada da autora, mas morro de vontade por conta de tudo o que falam dela e de seus livros cujas capas são sensacionais!!!

    Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo