24 novembro, 2014

{Resenha #45} Ligeiramente Casados - Mary Balogh


Olá leitores! Tudo bem?

Hoje vim falar de uma leitura super legal, de (mais) um livro da Editora Arqueiro (série romances de época) lançado recentemente. Ligeiramente casados, da autora Mary Balogh.



Confesso que quando vi as chamadas sobre o lançamento desse livro que é o Volume 1 da série Os Bedwyns eu pensei "outra série familiar?" " Meu Deus, vou a falência"... srsrsrsrs. Isso porque eu já li uns dois livros da autora (em formato de e-book) e sei que a escrita dela é apaixonante e encanta qualquer um. Principalmente alguém como eu, que adora romances de época. Então, já viu, né? #falência fellings

No início era apenas conveniênica, mas eles acabaram se rendendo a uma ardente paixão. 

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse – “Custe o que custar!”. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum. Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele – o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados... 


Vamos consumar o nosso casamento, nessa cama atrás de mim. Se não quiser que isso aconteça, diga agora. Não estou dando nenhuma ordem. 
Até aí nada demais, né? Mais um romance água com açúcar....pode até ser! 
Mas o casal protagonista é tão forte em seus princípios de amor, lealdade e honra que não dá para dizer que é mais um romance qualquer. É mais um romance, muito bem escrito, que com certeza prende o fôlego do leitor até a última página!



Novamente falo aqui que me agrada muito como os autores constróem os laços, sejam eles quais forem, de forma muito agradável e realista. Claro, sempre tem aquele "drama", aquele "empecilho", alguma situação de clímax ou anti-clímax....mas isso toda história tem que ter, né? Para prender o leitor...claro. Em todo o momento que li esse livro me perguntava qual poderia ser o empecilho nessa história. Afinal, os dois são livres....


Se vamos passar as próximas semanas na companhia um do outro, acho que devemos dispensar essas formalidades de madame e coronel, senhor e senhora. Sou Aidan. 

Eve e Aidan se casam, mas eles imaginavam que logo iriam se separar. Cada um ia voltar para a sua vida de antes quase como elas eram.... Como o inesperado acontece e Eve tem que ser apresentada a rainha, a situação vai se desenrolando de uma forma não planejada para ambos. Essas partes são engraçadas. Aidam querendo que ela se vá, mas ao mesmo tempo querendo ela perto. Eve querendo ir, mas ao mesmo tempo querendo ficar. Dá para entender esses sentimentos conflitantes dos personagens? Dá! Mas só se você ler o livro! Hahahaha


Calma. Calma, meu amor. Conte o que aconteceu e eu resolverei para você. 

As cenas de amor são sutis, como na maioria dos históricos que eu tenho lido. Gosto de cenas românticas! Ligeiramente casados não tem tantas, mas são muito bem conduzidas no contexto da história. 

É claro que lemos o livro meio que sabendo o final, mas nem por isso ele é menos interessante. Como o happy end será conduzido nos deixa imensamente feliz. 


- Que tipo de homem você poderia amar pelo resto da vida?

- Ele teria que ser alto, de ombros largos, moreno e com nariz aquilino. E deveria passar a maior parte do tempo de cenho franzido, fingindo ser duro e impenetrável a todas as emoções. Então precisaria sorrir de vez em quando, para iluminar a minha vida e o meu coração. Ele teria que ser você. Ninguém mais serviria.

Gostei de muitos quotes, marquei vários, mas não dá para colocar todos aqui. Mais uma dica, leiam e marquem suas próprias quotes srsrsrsrsrs



A capa nacional me chamou mais a atenção do que a capa que eu já tinha visto antes, que era essa aqui. Acho que a capa nacional representa muito mais a mocinha do que essa. O que vocês acham? O outros livros da autora que li foram exatamente esses dois que são citados nessa capa. Uma noite de amor e Um verão inesquecível. Quem sabe me animo de reler e falar aqui no blog.



E claro, a Editora ainda nos deixa babando com a capa do próximo:


Ligeiramente casados
Mary Balogh
Editora Arqueiro, 2014, 288p
Ficção galesa (?)
I.S.B.N:978-85-8041-321-2
Skoob
♥♥♥♥♥..........


Acompanhe o Uma leitura a mais pelas redes sociais:




Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá :)
    Eu tenho um blog sobre livros, e sou de Portugal, mas estou a realizar um sorteio para quem é residente no Brasil. Gostava muito que participasse <3
    Beijo
    http://fofocas-literarias.blogspot.pt/2014/11/sorteio-de-natal-marcadores-magneticos.html

    ResponderExcluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo