27 abril, 2015

{Resenha #64} Os Botões de Napoleão


Olá!

Pimenta, noz-moscada, cravo...
O que essas coisas tem em comum? Participaram do advento das grandes navegações e o que as chamadas especiarias fizeram pelo mundo. Ou melhor pela evolução dele.

Sempre gostei muito de Química. Fiz Curso Técnico e depois Farmácia, onde a Química Orgânica reina...Daí quando esse livro "caiu" nas minhas mãos "formou"...kkkkk...como dizem por aí...

Sem contar que a capa é linda, né?

Os Botões de Napoleão nos fala um pouquinho de 17 moléculas que mudaram o rumo da história. Mas você, amiga leitora que só estudou a química básica na escola, sabe o que é uma molécula?

Uma molécula é uma entidade eletricamente neutra que possui pelo menos dois átomos, todos ligados entre si mediante ligação covalente - Fonte Wikipedia

O livro fala do começo das grandes navegações e como as especiarias agitaram o comércio do açúcar e da escravidão. Ficamos também conhecendo a famosa história do escorbuto no mar e como a descoberta da carência de vitamina C mudou essa realidade. 

Celulose e revolução industrial.
Compostos de nitrogênio e dinamite.
Harber e seu processo de fazer amônia.

O livro faz essas analogias e fala de cada momento da história do homem e como essas moléculas foram úteis para cada tipo/etapa da evolução.

Meias de seda e a  revolução do nylon. A química dos polímeros. Essa é quase a melhor parte ♥ MENTIRA! KKKKKKK

Adorei a parte que fala dos fenóis e do início das cirurgias seguras. Como a preocupação com as infecções mudou a forma de pensar da comunidade médica. Depois vieram os corantes e esses também mudaram a saúde como a conhecemos. 

Daí começa a parte da já idosa aspirina, a descoberta das sulfas e da milagrosa penicilina (quem nunca tomou uma benzetacil aí, gente?). A partir dessas maravilhosas descobertas farmacêuticas muitos antibióticos surgiram depois. Eles foram e são responsáveis por salvar muitas vidas!

A revolução sexual de 1960-1970 só foi possível graças à famosa "pílula". O primeiro anticoncepcional conhecido foi a noretindrona. E tudo isso só começou com a luta pelo controle da natalidade. Não é fantástico?!

Na primeira metade do século XIX as taxas de mortalidade materno-infantil eram alarmantes e as famílias numerosas. Durante séculos e em diversas culturas as pobres mulheres ingeriam diversas substâncias para evitar a concepção. E ainda se passaram muitos e muitos anos até que um simples comprimido pudesse dar à mulher "controle" sobre seu corpo. A revolução sexual pode até ter trazido a degradação da família, mas isso já é outra história.... 

Depois vem a morfina, a cafeína, a nicotina, a química do azeite e do sal, uso do éter, clorofórmio...como as pessoas eram operadas antes? ahahahahaha
A química da hemoglobina fecha o livro, bem como a quinina, usada até hoje contra a malária.


Só posso dizer que o livro é realmente excelente! Realmente uma ótima leitura! Claro, tem umas partes meio didáticas, mas nada que nos aborreça ao ler. Se a pessoa gosta de química vai curtir mais ainda.

Mas aí, você, leitor, se pergunta: e os botões do Napoleão? O que tem a ver com a história?

Explico: os botões dos uniformes dos soldados de Napoleão Bonaparte eram feitos de estanho, que quando expostos a baixas temperaturas se desfazem. Teriam os soldados da grande armada sucumbido por não conseguirem abotoar suas roupas?
Leiam o livro para saber!!!!!!!!!

Beijos e comentem o que acharam!

ps: melhor de tudo, li o livro esmprestado. Mas o meu exemplar acabou de chegar para mim - Oba!!!!!

Os Botões de Napoleão
As 17 moléculas que mudaram a história
Penny Le Couteur e Jay Rurreson
Editora Zahar, 2006
I.S.B.N: 978-85-7110-924-7
Skoob
Avaliação: ♥♥♥♥♥


Acompanhe o Blog pelas redes sociais
Ajude o Uma Leitura a mais a crescer e aparecer!

BlogFacebookSkoobInstagramTwitter 


Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

2 comentários:

  1. Haha, eu me perguntei mesmo onde entravam os botões, rsrs.
    Parece ser muito legal este livro, confesso que nunca na vida gostei de química, mas deve ser bem mais interessante ler sobre ela sem a responsabilidade de uma prova escolar, haha.

    Beijão, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O probelma das provas de química é que no geral é tudo "decoreba"...eu também passava de ano em química orgãnica assim, decorava todas as reações kkkkkk
      Mas o livro é bem legal, vale a pena, serve como muitas curiosidades.
      Bjs

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo