04 maio, 2015

{Resenha #65} Veja sob censura


Olá, Leitores!

A verdade é uma só! Essa Faculdade de Jornalismo tem me apresentado a um outro tipo de literatura. A jornalística. Aquela que não apenas informa, mas também diverte, porque leitura para mim é diversão! 

Por dica da professora de Leitura e Produção de textos (pode ter essa matéria para sempre, produção?) eu entrei na Estante Virtual para comprar dois livros: Cidade partida e 1968, ambos do jornalista Zuenir Ventura. Cidade partida eu já li e estou devendo uma resenha para os leitores do Uma leitura a mais, mas como ele foi um livro mais trabalhoso de se ler ainda estou empacada na resenha. 1968 eu não li ainda.

Porém, o passeio pela estante me rendeu outro livro: Veja sob censura (1968-1976). 



O livro nos conta como a revista era uma grande aposta da Editora Abril e também sua menina dos olhos. Na verdade, a editora queria uma revista nos moldes da Times e da Newsweek. Alguns dos melhores jornalistas do país integravam sua equipe. A publicação ainda estava tentando se firmar no mercado e encontrar o tom de suas reportagens e textos quando a ditadura militar estabeleceu a censura dentro das redações da imprensa. 

O livro é fruto de um intensa pesquisa da jornalista e historiadora Maria Fernanda Lopes Almeida. Nele, ela conta como se faziam as pautas, como surgiram as páginas amarelas e relembra quando a censura passou a controlar os meios de comunicação. 

Imagino que deve ter sido terrível para a equipe jornalística ter que ser podada no que podia ou não publicar. A função de levar a informação nua e crua a todos cai por terra com qualquer tipo de censura prévia. Edições foram proibidas, exemplares recolhidos. Houve uma época em que a revista quase faliu....



A diagramação do livro é muito boa, como se fosse um almanaque. E apesar de ter esse cunho jornalístico/informativo a escrita não é enfadonha. Ao contrário, é bem fluida. Chega a ser bem rápido de se ler. 

O livro é divido em 2 partes. Na primeira somos apresentados à nova revista para os padrões brasileiros. Como ela foi concebida e recebida pelo público e crítica. O que foi a censura e como ela se instalou no país e o que ela "fez" com o jornalismo de Veja. Já na segunda parte a autora discorre um pouco sobre as matérias nunca publicadas.



A leitura me acrescentou muito. Como estou no primeiro período tenho uma visão "de fora" sobre a censura e sobre a profissão jornalística em si. Acredito que mais para a frente lerei novamente esse livro e apreciarei ainda mais, porém com outros olhos.

Recomendo!


Veja sob censura 1968-1976
Maria Fernanda Lopes Almeida
Editora Jabotica, 2009
I.S.B.N: 978-85-89894-63-0
Avaliação: ♥♥♥♥


Acompanhe o Blog pelas redes sociais
Ajude o Uma Leitura a mais a crescer e aparecer!

Blog ♥ Facebook ♥ Skoob ♥ Instagram ♥ Twitter 
  

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo