19 novembro, 2015

{Filme} Eu, robô


Olá, leitores!

Alguém já percebeu que todo amante de livros geralmente também é amante de filmes? Os meus gêneros preferidos são todos! Porque adoro filmes kkkkk

Filmes de ficção científica geralmente eram esquecidos pela Academia. Apenas os "nerds" os viam...como tudo evolui, hoje são os chamados "geeks". Mas isso está mudando.....No Século 21 filmes SCI-FI não tem apenas esse tema. São também filmes de ação e aventura, grandes aventuras, recheadas de efeitos especiais que nos seguram na poltrona até os créditos finais. Eu, robô é um desses filmes!

  Lançado em 2004, com Will Smith encabeçando o elenco, o filme é levemente inspirado num livro de mesmo nome de Issac Assimov, um dos principais autores de ficção científica. Digo ligeiramente, pois quem leu o livro vai entender....

O filme começa com o ódio do Detetive Del Spooner pelos robôs, que já fazem parte da sociedade há muito tempo. Ele é chamado a USR, a maior fábrica de robôs do mundo, para investigar a morte do Dr. Alfred Lanning, praticamente o "pai dos robôs".

Spooner é um detetive de homicídios e o Dr. Lanning cometeu suicídio, se atirando da janela de seu escritório, num dos últimos andares da URS. Mas antes de morrer deixou uma mensagem cifrada para Del. Eles se conhecem de longa data (fica claro, quando ele fala "meu velho") mas isso não é muito bem explicado à primeira vista.


Lá ele conhece Lawrence Robertson, presidente da companhia e a Doutora Susan Calvin, uma robopsicóloga que trabalha na URS. Ela o apresenta a VIKKI,  a primeira criação de Lanning, uma inteligênica artificial, totalmente desenvolvida, que é o cérebro positrônico no comando da URS. 


Spooner e Calvin vão trabalhar juntos investigando porquê Lanning cometeria suicídio. No escritório de Lanning eles encontram Sonny, um robô totalmente diferente criado pelo velho cientista. Spooner acredita que o robô causou a sua morte. Porém se isso for verdade traria mais implicações do que eles podem conceber.  A medica que vão investigando a concepção de Sonny, ele descobrem que o velho, por sua vez, escondia mais segredos do que aparentava. 

Tendo lido o livro Eu, robô (falei bem aqui) me perguntei qual dos contos teria inspirado o filme? A resposta foi a melhor possível.....Sem usar como base um conto específico, o roteiro abordou a base teórica das histórias dos robôs, as 3 leis, cunhadas pelo próprio Assimov.

1ª Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou permitir que um ser humano se fira.

2ª Lei: Um robô deve obedecer o ser humano, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Lei número 1.

3ª Lei: Um robô deve proteger sua própria existência, desde que tal proteção não entre em conflito com a lei número 1 ou 2. 

As 3 leis e seu ciclo perfeito de proteção foram adotadas por escritores e cineastas desde então. Segundo Assimov, eles poderiam então desenvolver sua criatividade, que até então era muito prejudicada em várias histórias de robôs "maus".

Will Smith está muito bem em seu papel de detetive perturbado e Bridget Moynahan mais ainda com a psicóloga de robôs fria e lógica.  A parte divertida fica por conta de gigi, a vovó de Sponner, que o trata como um garoto ainda na escola. 


Pra quem é fã de histórias de robôs as implicações lógicas das 3 leis estão muito bem colocadas no filme e sobretudo no roteiro, que é recheado de cenas mirabolantes de ação e aventura, que enchem os olhos do espectador e como diriam os robôs, nos levam a um resultado lógico: 112 min de ótimo entretenimento!!!!!!

Alguém duvida que eu amo esse filme?
Beijos, se já viram me contem!


Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

4 comentários:

  1. Oi... Já assisti esse filme há um tempinho e tbm adoro ele, na vdd adoro todos os filmes de robôs, principalmente os que abordam o tema de criação de uma consciência própria das máquinas como nos filmes Inteligencia Artificial e O Exterminador do Futuro.
    Adorei o post...
    bjus
    http://reticenciasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro filmes de robôs e IA, máquinas se rebelando, putz, são meus favoritos
      bjs

      Excluir
  2. Oi!!!
    Acredita que não vi esse ainda?

    E eu gosto do Will Smith, já vi vários dele, mas esse continua na lista rs

    Abraços!

    Caixa de Anne

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, veja!
      Um dos melhores filmes com ele e sem contar que o roteiro é muito bem amarradinho
      bjs

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo