05 abril, 2016

{Resenha #116} O livro perdido das Bruxas de Salem


Olá, leitores, como vão?!

Hoje vim falar de um livro que gostei muito e apesar de ser grossinho até que li bem rápido. O livro perdido das Bruxas de Salem me fez mergulhar numa história muito, mas muito bem amarrada e que te prende da primeira até a última página.

Aviso! 
~ Essa história de bruxas não tem caldeirões, nem gatos pretos, muito menos vassouras e chapéus pontudos!  ~


Connie é uma estudante de pós-graduação que vai passar o verão na casa da sua falecida avó, graças a um pedido de sua mãe, que quer vender a casa e pede a Connie que a deixe em condições. A casa fica no meio do nada, nas proximidades de Salem e está literalmente caindo aos pedaços. Nem tem energia elétrica. Lá chegando, ela encontra nos pertences antigos de sua velha avó uma bíblia muito antiga e dentro dela uma chave com um nome escrito num pergaminho: Deliverance Dane. Impressionada com o achado e querendo saber mais quem era aquela mulher e que ligação ela tem (ou tinha) com sua avó ou sua família, Connie mergulha numa pesquisa MARAVILHOSA, diga-se de passagem, para desvendar esse mistério.

Eu amei o livro e amei mais ainda depois de descobrir que a autora, Katherine Howe, é descendente de uma mulher que foi realmente condenada por bruxaria na Salem de 1692.

Engraçado que quando a gente lê sobre isso parece uma mentira, um enredo, uma trama muito bem desenvolvida para um livro, um filme ou uma peça de teatro, mas o pânico de Salem foi real e adorei a parte didática quando Connie nos conta isso logo no comecinho do livro.

Ela está envolvida com sua pesquisa para a pós-graduação, mais precisamente o doutorado. Seu orientador quer que ela encontre uma fonte primária inédita e ela fica pensando em como vai fazer isso. Até que dá de cara com a história de Deliverance Dane bem na sua frente. Ela quer saber quem foi aquela mulher, o que ela fez, como viveu e como morreu. Claro, tudo isso meio incentivada pela aura da casa.


Conforme a leitura avança, a história das "Bruxas de Salem" vai tomando forma, se intercalando entre o passado e o presente. Os capítulos oscilam entre a vida atual de Connie e o que de fato aconteceu na Salem de Deliverance e nos anos seguintes, mostrando parte da vida dela e das suas descendentes, sua filha Mercy e sua neta Prudence. O que aquelas mulheres eram? Como elas viviam? Porque foram condenadas por bruxaria? Elas eram bruxas de fato?

A história que Katherine nos conta se baseia nessa premissa: E se de fato tivessem havido bruxas em Salem? Toda a comoção que a história causou e o furor louco corroborado pela própria igreja só mostrou o quanto Deus e Religião são coisas completamente diferentes. Algumas mulheres mais simples tinham a mente um pouco mais aberta e eram melhor instruídas que a aristocracia de sua época. E sempre se teme aquilo que não se entende.

O livro traz ainda alguns personagens coadjuvantes bem legais, como a amiga de Connie, Liz, que estuda latim; seu orientando, Thomas, um estudante meio desesperado e claro, seus professores Chilton, que é seu orientador para o doutorado e Janine, que foi sua orientadora no mestrado. Tem também o interesse amoroso de Connie, Sam, que é um especialista em construções antigas e trabalha restaurando igrejas. O personagem de Sam, apesar de pequeno, me passou tanta alegria e descontração que gostei dele logo de cara!

Eu confesso que pensei que a leitura fosse ser meio arrastada, pela história e pela grossura do livro. Mas é porque ele é estilo pocket book. Mas mesmo miúdo a leitura foi agradável. Uma letra um pouco apertada (sensação que tive em alguns momentos) mas nada que prejudicasse minha leitura.


Eu claro, que já ADORO histórias de bruxas (e estou tentando escrever uma) fiquei super curiosa a respeito da verdadeira história de Salem. Acabei vendo o filme com Winona Ryder e Daniel Day-Lewis. Chega a ser tudo tão absurdo que dói o peito saber que de fato aquilo aconteceu. 

A personagem de Connie amadurece muito durante a leitura (adoro quando isso acontece!). Apesar de intelectualmente bem resolvida ela tem alguns problemas com a mãe, mas precisamente divergência de opiniões e algum grau de insegurança com relação a sua pesquisa para o doutorado. E seu professor, Manning Chilton, também não a ajuda muito em alguns momentos. 



Então conforme Connie avança em sua pesquisa, suas crenças sobre o mundo que a cerca mudam e nossa opinião sobre ela também. A busca pelo livro perdido de Deliverance (que no original se chama O livro de feitiços de Deliverance Dane) a eleva a um novo patamar. E é justamente nesse processo todo que posso dizer que foi uma das melhores leituras dos últimos tempos!

Super Recomendo!!!!!!!!!! 


Ajude o blog a crescer e aparecer!

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

3 comentários:

  1. Olá Renata,

    Não conhecia esse livro e logo de cara fiquei super curioso e sua resenha só me despertou ainda mais minha curiosidade a capa é ótima também, dica mais do que anotada.....bjs.


    http://www.devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já conhecia esse livro, também gosto da temática, mas confesso que durante esse tempo que estou na blogsfera li poucas resenhas sobre dele. Gostei muito do seu texto, dos pontos que vc destacou, acabei ficando mais curiosa. Já vi essa edição que você citou, tenho alguns livros da mesma edição.
    Enfim parabéns pela leitura. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, pois é ....tem poucas mesmo, mas as que tem são bem legais, bons textos e falando muito bem do livro. Fiquei abismada quando descobri que a autora é descendente de mulheres que foram condenadas e mortas por "bruxaria". O livro é muito bom, me pegou de jeito, adorei, recomendo a leitura e leria novamente. Eu adoro histórias de bruxas e essa se conecta de uma forma tal que achei a escrita da autora excelente,
      Bjs e adoro ter vc por aqui!

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo