16 maio, 2016

{Resenha #127} O Circo Mecânico Tresaulti - Genevieve Valentine


Olá a todos! Eis o momento que todos esperavam! Hoje trago mais uma resenha do Circo Mecânico Tresaulti, essa lindeza em forma de livro publicada pela Darkside Books, em forma de livro. Ou será em forma de amor? Porque o Circo (olha a íntima) faz parte do lindo selo Darklove, da Darkside.  

Eu li essa história pela primeira vez em junho de 2014, olha só quanto tempo tem, né? Quase dois anos. E como vocês sabem, a Dark lançou essa linda Limited Edition para os fervorosos fãs do Circo. Fiz uma releitura com muito gosto e amor no ♥, pois como vocês sabem tenho um grande carinho por esse livro (falei aqui).

Respeitável Público, o Circo voltou ao Reino do Uma Leitura a Mais


Sinopse Oficial:

Em pleno cenário pós-apocalíptico, O Circo Mecânico Tresaulti ergue sua lona e dá início ao grande espetáculo. Ambientado sobre a perigosa superfície de um mundo devastado, cheio de bombas e radiação remanescentes de uma guerra pela qual todos já saíram derrotados, este belo romance nos apresenta uma caravana circense em eterna viagem através de muitas cidades sem país, região ou rota definida. Lugares que podem não mais existir quando o circo retornar. Aqueles que se juntam ao circo procuram segurança, trabalho sem risco de vida ou apenas uma nova forma de recomeçar. E seguir adiante, apesar de tudo.

Boss, a força motora do circo, agrega novos personagens, atraídos pela sua habilidade muito especial para recuperar corpos mutilados pela guerra, criando assim magníficos seres mecânicos pós-humanos – repletos de complexas engrenagens, placas de ferro, pétalas de cobre, pulmões relojoaria, rodas e pistões –, cada um trazendo para o circo algo nunca visto e sentido antes.



Entrem, sentem-se, o espetáculo vai começar!

O Circo Mecânico começa com uma apresentação. Uma apresentação do próprio circo e o que veremos no espetáculo. Ele é comandando por Boss, com mão de ferro. Os tambores rufam somos apresentados ao que virá a seguir! A música conduz o tom do espetáculo. Temos malabaristas, dançarinas, um homem forte. Temos lançamento de gente, salteadores e trapezistas. Há anos tinha também um homem alado, mas isso foi antes de ele cair....Como assim um homem alado? É que as pessoas do circo não são inteiramente humanas....

Isso que acontece quando se dá um passo: você se aproxima daquilo que quer.

Quem nos conta as histórias de cada um no circo é um narrador  (ou vários) extremamente presente, sabe de quase todas as histórias. Nos fala como são cada uma das pessoas e o que elas mostram ao público. De cara já percebemos sua admiração por Boss e em como ela comanda tudo e a todos com mão de ferro.


O circo atravessa uma espécie de mundo pós apocalíptico e vai sobrevivendo como pode. E a maioria das pessoas não vive o suficiente para ver o circo duas vezes. Houve guerra, bombas e radiação e isso é bem triste quando você lê. Mundos destruídos destroem também a fé das pessoas....Basicamente a história que vai sendo contada, de forma não exatamente linear, é a história de como cada uma daquelas pessoas agora fazem parte daquela engrenagem. Pois o circo nada mais é que isso, uma máquina onde cada parte em separado faz bem ao todo, é necessária.

Se uma pessoa cai no meio de um número você aponta para ela como se fizesse parte dele e o termina. Ninguém quer ver você fracassar. Qualquer um pode fracassar. Eles pagam dinheiro para nos vez fazer coisas que eles não conseguem.

O lema do Circo é esse: o espetáculo não pode parar. Nunca! E nisso a trupe vai se apresentando por vários cantos. Vamos descobrindo como cada um é do jeito que é e como Boss moldou cada um deles. 



Só porque alguém diz que não há nada a temer não significa que não deva fugir.  


O livro é recheado dessas frases "de efeito", que nos transportam perfeitamente para dentro daquele mundo de fantasia. Mas além da fantasia, o mundo por onde o circo mecânico passa também é um mundo distópico, onde os governos tomam conta das cidades, e querem muito mais do que parece. 


Você não entende? Ela nunca dará as asas. É apenas a promessa que nos impede de enlouquecer.

As asas e o grifo são duas constantes no decorrer da história. As asas simbolizam a liberdade, a leveza, a inteligência, o espírito. Realmente ela é uma fonte de inspiração. Até eu queria aquelas asas!!! A história das asas é o que me remete ao modo steampunk da história. Pelo menos essa pegada me parece meio impossível se não estivesse dentro desse universo (uma tecnologia mecânica tão fantástica quanto absurda...Panadrome que o diga!). Já o grifo me remete a algo realmente poderoso e majestoso, como o próprio circo. Na antiguidade era um símbolo de poder divino e guardião de tesouros. E talvez seja mesmo isso, o poder inserido na magia do circo.



Enfim, não vou mentir para vocês e dizer que é uma leitura tranquila, ela parece arrastada em alguns momentos, mas só parece, tá? Alguns capítulos são curtos, outros mais longos, outros mais curtos ainda. Como não é muito linear e aparentemente tem mais de um narrador e mais de uma ordem cronológica (dá para ficar confusa em algumas partes) é uma saída da zona de conforto do leitor. Mas se você estiver atenta e tiver vontade de vencer o medo inicial de embarcar nessa aventura, vai ter lido uma história fantástica. 

Vale a pena! 

E aí, tá participando do TOP COMENTARISTA do blog? É só comentar a vontade e deixar o e-mail em alguma postagem para eu te contactar caso ganhe. Expliquei tudinho aqui!




  

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

4 comentários:

  1. Cada vez me encanto mais pela edição, a editora sempre com livros belíssimos
    Eu vou ler o livro #SEM MEDO DE LER , mesmo não gostando muito de gênero e achando a história meio confusa, quero muito saber mais sobre o circo, um elemento com muita coisa a ser explorada e bem difícil de achar em livro, estou com muitas expectativas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história parece confusa a princípio, mas conforme a leitura avança a história do circo e de todos que lá trabalham vai nos ganhando de uma forma tal que não conseguimos mais largar.
      Leia e depois me conta!
      bjs

      Excluir
  2. Eu sou apaixonada pelos livros do selo DarkLove, pois além da editora arrasar nas edições, os livros sempre apresentam histórias muito singulares e isso me encanta *-*
    Acho que essa foi a resenha mais completa que li desse livro, e eu munca tinha pensando em um mundo onde as pessoas pudessem ter suas partes do corpo trocadas por pedaços de outros materias. E apesar das partes meio arrastadas, acho que a leitura é muito válida e mal posso esperar para lê-lo! Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cris! Tudo bem? que bom que gostou da resenha, fico feliz....Achei que a autora foi muito feliz na execução dessa obra, pois é uma bela história e um exercício para quem não está acostumada a esse tipo de leitura.
      Bjs

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo