19 maio, 2016

The Kiss of Deception - Primeiras impressões ♥


Gente, tá todo mundo "babando" nesse livro, literalmente....Mas claro, mais uma edição com a qualidade quase psicopata que só a Darkside sabe fazer para agradar aos fãs.

O livro chegou tem poucos dias e todas as expectativas superaram a realidade. A edição é realmente muito bem acabada, hardcover, com aquela fitinha marca página que tanto amamos. Mas e a história?


A história do livro gira em torno da menina Lia, que é uma princesa, daquelas de contos de fadas. Ela vive num reino chamado Morrighan, imerso em tradições, histórias e deveres, e ela é a Primeira Filha da Casa Real. Sendo assim, ela é prometida num casamento arranjado a um príncipe de outro reino. Essa união supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política (básico, né?). Porém, Lia decide que quer governar a sua própria vida e não ser um soldado do exército de seu pai, o Rei. A jovem arquiteta um plano de fuga e parte rumo a sua nova vida. O príncipe, que seria seu marido, se vê então obrigado a encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?


A princípio parece ser uma história bem clichê. Uma princesa que não quer ser um peão num jogo político muito conhecido, aliança através do casamento. Sem ser ouvida por seus pais ela trama uma fuga desesperada e se refugia, junto com sua criada (e amiga!) em um pequeno vilarejo, onde ela procura recomeçar sua vida, sendo uma pessoa comum. Ela acaba recebendo ajuda e se estabelece como garçonete numa estalagem/taverna.

A ação começa a se desenrolar quando ficamos sem saber qual dos dois misteriosos rapazes recém chegados ao vilarejo é o príncipe e qual é o assassino. Até aqui não há spoiler, pois essas informações estão nas chamadas do livro.

 
Então os capítulos são narrados intercalando Lia, o príncipe e o assassino. Mas não ficamos sabendo realmente quem é quem. Achei isso um recurso interessante a ser utilizado por parte da autora Mary E. Pearson, pelo menos eu acho que ainda não tinha lido um livro com esse tipo de narrativa. 

Lia é muito descritiva na sua narração, nos contando coisas numa linguagem quase poética. Como era sua vida no palácio, como está sendo sua vida no vilarejo, seus anseios, suas preocupações, consigo mesmo e com as poucas pessoas a quem ela estima. Apesar de não saber nada sobre servir mesas, ela está se esforçando bastante, pois na sua mente poder escolher que rumo tomar na vida é a sua maior dádiva.


Eu já li 20 capítulos, e afirmo, não é uma leitura para ler de forma desesperada, como se fosse um romance policial, por exemplo. A história antiga, as lendas e tradições do Reino de Morrighan vão sendo descortinadas aos poucos para nós, leitores. No meu ponto de vista aparentemente preparando terreno para o que virá a seguir (até onde eu vi são 3 livros). 

As discussões sobre o livro são as mais variadas possíveis, tem quem ame, tem quem odeie. Eu particularmente estou gostando até o presente momento. Não sei o que acontecerá daqui para frente. Aparentemente o triângulo amoroso é inevitável, mas veremos como tudo vai se desenvolver.

Como sabem, não suporto esse recurso. Li a Trilogia da Seleção recentemente e com um triângulo amoroso em ação sempre tendo a odiar um dos personagens mais do que o normal.  Mas quem sabe a autora me surpreende?


Como sabem a edição de lançamento veio com marcador e esse lindo mapa dos reinos. Um mapa já tinha vindo junto com livro dos Goonies e eu amo mapas! No caso dos Goonies era um mapa do tesouro do Willy Caolho! Adoro isso!
 
   



E para quem por acaso não sabe o significado de crônica, é uma narrativa histórica que expõe os fatos seguindo uma ordem cronológica. A palavra crônica deriva do grego "chronos" que significa "tempo". Nos jornais e revistas, a crônica é uma narração curta escrita pelo mesmo autor e publicada em uma seção habitual do periódico, na qual são relatados fatos do cotidiano e outros assuntos relacionados a arte, esporte, ciência etc. Os cronistas procuram descrever os eventos relatados na crônica de acordo com a sua própria visão crítica dos fatos, muitas vezes através de frases dirigidas ao leitor, como se estivesse estabelecendo um diálogo. As crônicas de fogo e gelo (que deram origem ao Game of Thrones - que não li e nem lerey....srsrsrsrs) são uns dos exemplos mais famosos e recentes. 

E é isso, essas são minhas primeiras impressões dessa leitura. Espero que tenham gostado, pois não sou muito de fazer esse tipo de post, não é? Caso gostem, me avisem que faço mais posts assim.


Livro cedido em parceria com a Editora Darkside, mas as opiniões postadas aqui são sempre as mais sinceras possíveis! Todas as fotos postadas aqui são de minha autoria, salvo as imagens de divulgação da obra!


E não esqueça do TOP COMENTARISTA! Ainda valendo!

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

6 comentários:

  1. Mas, Renata, se essas são suas primeiras impressões... quero só ver a tua resenha hahahah
    Arrasou!!!!
    Comprei ele e chegou ontem.. tô apaixonada na edição *-*
    Vou começar a leitura em breve!!!


    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. A edição está realmente linda, confesso que não comprei ainda porque pensava que era em inglês, por causa do título rsrs
    Gostei do tipo de narrativa, a autora parece que vai guardar esse mistério de quem é quem por bastante tempo, tomara que a leitura termine tão boa quanto começou, estou com muitas expectativas da leitura, gostei do enredo e da atitude da princesa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu confesso para ti que não entendi muito bem o motivo de terem deixado o nome em inglês, acho que dava para ter traduzido ...enfim...provavelmente vão deixar os nomes dos outros no original também. Eu já terminei a leitura e fiz um post contando.

      Excluir
  3. Gente, estou louca pra ter esse livro!! A edição está linda como sempre <3 e eu adorei esse recurso que a autora utilizou de não revelar quem é o príncipe e quem é o assassino. Também não gosto muito de triângulos amorosos mas confesso que gostei dessa abordagem que a autora adotou.
    Ah, também gostei muito da cultura, das lendas e tradições do reino de Morrighan serem descritas no livro, isso com certeza dá algo mais ao enredo.
    Gostei muito do post, e sempre que possível faça sim suas primeiras impressões. Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Renata.
    A editora sempre arrasa nas edições. Eu queria ter todos eles na minha estante, mas como o preço fica difícil hehe. Ainda não sei se quero ler esse. Gostei desse negocio de apresentar os personagens e o leitor ficar na duvida de suas identidades. Mas vou aguardar as suas considerações finais. E também é trilogia, o que me faz ter que esperar os outros para ler hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo