{Resenha #142} A Caminho do Altar - Julia "Diva" Quinn


Bom, finalmente eu terminei de ler A caminho do altar, o oitavo livro da série Os Bridgertons, publicada pela Editora Arqueiro e de autoria da maravilhosa Julia Quinn. Acho que cheguei a comentar nesse post aqui que estava meio irritada pois a série estava chegando ao fim....Ou seja, estamos ficando órfãos dessa família linda, unida e divertida.

Julia Quinn é uma autora muito criativa na minha singela opinião, pois conseguiu criar uma família bem numerosa com personalidades bastante distintas, mas todos firmes nos seus propósitos de amarem uns aos outros e se protegerem sempre. Mas também, com uma mãe como Violet Bridgerton só poderia sair coisa boa nos filhos, não é mesmo?


A caminho do altar vem com o irmão Gregory, o último irmão, pois a última filha é a Hyacinth e o livro dela foi o anterior, que falei aqui. Na verdade nesse livro aqui já fazem 4 anos que Hyacinth e Gareth se casaram. O casal de A caminho do altar é Gregory e Lucinha Abernathy ou Lucy.

Confesso para vocês que o começo da leitura me entediou um pouco, nem parecia as boas histórias da Julia Quinn. Fiquei meio apreensiva pois não morri de amores pelo livro da Francesca e apenas gostei do livro da Hyacinth. Fiquei pensando se a série iria acabar sem graça. Mas até que do meio para o final a coisa andou e a história começou a me agradar (como um bom e velho romance de época).


Sinopse Oficial ♥
Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece. 
O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la. 
Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele? 
A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.


A história não é lá muito original, né? Ela acha que ele é um bom partido para a amiga, mas quem se apaixona por ele é ela...típico....mas como eu disse, estava meio chatinho no começo, mas depois ficou bem legal ....eu gostei principalmente da participação da Hyacinth, que foi a melhor como sempre...Sempre foi falado em como eles eram mais próximos por serem os mais jovens  e com uma diferença de idade mais próxima que a dos outros irmãos. 

Lucy é a típica mocinha que quer arriscar mas ainda está presa as amarras da sociedade. Ela tem fortes sensos de honra, lealdade e dever. Porém sabe que não poderia se anular para agradar os outros. Ela parece ser a moça perfeita. E de fato é! 

A série chegou ao fim e ficamos sabendo dos amores de todos os irmãos. Sei que tem ainda um livro, mas não sei se a Editora Arqueiro vai publicar, eu espero ansiosamente que sim!

Livro recebido em parceria com a Editora. As resenhas aqui publicadas contém a minha opinião sincera!

 

4 comentários

  1. Estou com ele aqui para ler, mas ainda não tive coragem. Estou adiando a despedida. Mas enfim, minha mãe sentiu o mesmo que você, ela disse que do meio em diante a história fica ótima.
    Gostei de saber sua opinião. Beijos

    Pelo que fiquei sabendo a editora irá lançar sim esse outro livro que você citou. Pelo que sei contará a história da Violet e contará com capitulos extras sobre cada filho, tipo o futuro deles. Ansiedade me definem!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu só n entendi uma coisa: como se passa quatro anos depois do casamento de Hyacinth se a história dela acontece em 1825 e a de Gregory é em 1827? Na pg. 206 do livro do gregory diz q ela se casou ha quatro anos e eu fiquei toda bugada. O mesmo com a idade da filha da hyacinth que mostra no epílogo do livro dela. A idade tb não bate.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei com uma coisa na cabeça ao ler esse livro. Na pg. 206 diz q hyacinth se casou há quatro anos, mas o livro dela se passa em 1825, enquanto o dele se passa em 1827, dois anos depois. Não entendo como podem ter se passado quatro anos nas contas da Julia Quinn. Inclusive, no epílogo do livro da Hyacith a idade dos filhos também não faz sentido em comparação aos anos que se passaram. Fiquei estressada com isso, até parei de ler p ver se tava doida, mas não faz sentido mesmo kkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vixe...nem lembro, já li tem tanto tempo....ela pode ter se confundido, não???? tanta gente, tanto tempo diferente e de repente ela se confundiu mesmo ahahahahaha

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥