17 outubro, 2016

{Resenha #154} A Novelização de um clássico infantil: Labirinto, de Jim Henson



Todo mundo já sabe da história, né? A adolescente Sarah não quer ficar de babá para o meio-irmão Toby por mais uma noite. Então ela faz um pedido para que o Rei dos Duendes leve a criança para bem longe dela. A garota estivera lendo e recitando alguns trechos do livro "Labirinto" momentos antes de voltar para casa e o pai e a madrasta estarem esperando por ela para saírem.

Sarah pede com tanta vontade que eis que magicamente o pedido se realiza. Toby estava chorando sem parar no seu bercinho (é chato, mas bebês choram, né?) e de repente silêncio total. Nenhum choro e o menino não está mais lá. De repente o próprio Rei dos Duendes lhe diz que realizou o seu desejo e levou a criança para o seu mundo. Então Sarah se arrepende...Típico, não?


Ela pede que ele desfaça o feitiço, mas Jareth, o Rei dos Duendes lhe dá uma missão a ser realizada em treze horas: atravessar o labirinto que separa o mundo exterior do castelo dos duendes, onde Toby está. Sarah começa então sua jornada. Muitos poderiam chamar de jornada de herói, mas não creio que tenha pensado nisso quando conheci a história anos atrás. Sarah tem que atravessar um labirinto e isso é uma baita aventura


"Enfrentando perigos indizíveis e dificuldades sem conta, 
lutei para percorrer o caminho até aqui, 
o castelo para além da Cidade dos Duendes,  
pra levar de volta a criança que você roubou.  
Pois minha vontade é tão forte quanto a sua....
 e meu reino igualmente grande...."


Desde sempre quando eu vejo e/ou revejo o filme eu acho a Sarah meio mimada, a todo estante falando "Não é justo"..."Não é justo"....Nada nunca é justo para ela. Mas ela é adolescente, então as coisas podem mesmo ser um pouco difíceis nessa época.

Fico me perguntando como ela vai se safar dessa, pois o Labirinto é super confuso com tudo mudando de lugar, portões, paredes...e também tem muitos enigmas a serem respondidos. Ou seja, no meio do caminho ainda tem muitas armadilhas! Porém, Sarah faz amizades. Acho que isso mostra como somos mais abertos quando somos mais jovens. Os novos amigos são estranhos, inclusive o humorado Hoggle, que é o meu preferido do filme ♥. Ele é feio, chato, reclamão e tem um medo gigante do Pântano do Fedor Eterno (morro de rir sempre que ele fala).

Após passar por perigos indizíveis (rsrsrsrs) Sarah finalmente consegue chegar ao castelo do Rei dos Duendes. Só que na verdade, ela descobre que Jareth tem outros planos para ela: ele está a procura de uma rainha para ficar ao seu lado e ser amada por todos na Cidade dos Duendes.


Você é cruel, Sarah. nós formamos um belo par, você e eu. 
Eu preciso de sua crueldade tanto quanto você precisa da minha.
 


Labirinto é uma história de amizade, aventura e magia, brilhantemente contada por Jim Henson e transcrita em forma de livro pelo poeta e dramaturgo A.C.H Smith

Essa edição ainda traz as ilustrações de Brian Froud para os duendes e alguns trechos do diário (rabiscos) de Henson, detalhando a concepção de suas ideias para a história de Labirinto. Ou seja, de matar, né? Para qualquer adulto que assim como eu foi criança na década de 80, querer ter na sua estante ♥. O livro é semelhante ao livro Labirinto, que Sarah está recitando (Amo!!!!).

Muitos dos desenhos de Froud foram reunidos num livro chamado The Goblins of Labyrinth (que custa 118,60 na Amazon....por enquanto não dá para mim....hihihih). Mas eu achei esse blog falando um pouco sobre ele. Vai para a lista de desejos!




A vida é uma espécie de labirinto, 
com todas as suas voltas e reviravoltas, 
seus caminhos retos e seus ocasionais becos sem saída
- Jim Henson


Enfim, não tem muito o que eu ficar inventando sobre essa história mega conhecida e amada. Só dá para agradecer a Darkside Books por trazer para os leitores brasileiros. Eu sou meio suspeita para falar, pois a exemplo dos Goonies e De volta para o futuro (posts aqui e aqui) esse filme também tem sabor de infância, logo, como não amar o livro???

 Livro cedido em parceria com a Editora. As opiniões aqui do Uma Leitura a mais são as mais sinceras possíveis!





Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

1 comentários:

  1. Oi Renata.

    Este é um dos lançamentos da Darkside que desejo tanto ter, pois adoro demais o filme e também sempre eu revejo o filme eu também acho a Sarah meio mimada. Mas não canso de assistir, por que é uma história encantadora. Agora aquela frase final que Sarah diz para resgatar o filho é maravilhosa. Parabéns pela resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo