24 maio, 2017

Estou lendo: Jardins da Lua - Steven Erikson - Editora Arqueiro


Olá, leitores, como vão? Acho que estou gostando desse negócio de post de primeiras impressões ou o que estou achando da leitura. E sabe porquê? porque acaba que depois posso voltar ao ponto de partida e perceber se aquela leitura era tudo o que eu esperava ou não.

Estou lendo Jardins da Lua, de Steven Erikson, publicado pela Editora Arqueiro


Quem é o autor?

Steven Erikson é arqueólogo, antropólogo e diplomado na Oficina de Escritores de Iowa, nos Estados Unidos. Jardins da lua foi finalista do World Fantasy Award e a série O Livro Malazano dos Caídos já vendeu 2 milhões de exemplares no mundo inteiro, tendo sido traduzida para 23 idiomas. Steven Erikson vive hoje no Canadá, sua terra natal.

Confesso que nunca tinha ouvido falar dele, mas a saga me pareceu tão interessante.... O cara é arqueólogo e antropólogo, irado, né?

Sinopse?
Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto.
 
Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo.
 
Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável.
Parece épico para você? Para mim parece!!!!!


Confesso que fiquei um pouco meio assim na sinopse ehehehehe... Tem império, tem imperatriz, tem exército, tem um mundo a se conquistar, tem magia....Nossa, pirei! Deve ser mesmo muito bom....será que vou entender toda essa complexidade??

No prefácio o autor cita Frank Herbert e seu Duna, a saga épica que você respeita e que eu amo de paixão (embora esteja empacada na leitura do livro 3). Segundo ele, Duna foi sua inspiração em termos de estrutura....Como não respeitar o autor depois disso??? Caso você não saiba o que é Duna falei aqui, aqui e aqui (dá uma conferida!).

Enfim....o livro tem umas 600 páginas eu venci apenas 2 capítulos. Confesso que ainda estou me adaptando, tentando entender quem é quem naquele mundaréu de personagens e histórias, conflitos, magia...Saber que tem um quê de RPG nele me ajudou a receber a história de coração aberto, mesmo eu não sendo jogadora de RPG. Acho muito bom quando um autor se joga assim, querendo escrever uma história dessa magnitude.

Espero continuar gostando da leitura e que entenda mais coisas daqui para frente, para poder aproveitar esse mundo como se deve. Conforme for avançando na leitura falo mais dele!
 O livro foi cedido em parceria com a editora, logo aviso que tudo que posto aqui tem a minha opinião mais que sincera, sem ofender ninguém é claro!

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo