11 maio, 2017

{Resenha #186} Originais - Como os inconformistas mudam o mundo


Ei, deu para perceber que estou colocando em dia todas as minhas leituras e resenhas de livros da Sextante, né? Eu já falei em algum lugar que acho os livros da Sextante super diferentes, fugindo do conceito de ser só auto ajuda, já que todo mundo sabe que não gosto e raramente leio auto ajuda. Porém gosto de ler livros que me estimulem intelectualmente e Originais foi com certeza um deles!


 
Já me deu vontade de ler de cara quando eu vi essa premissa:


Qual é o segredo das pessoas originais? 

Será que a criatividade é uma qualidade inata ou uma habilidade que pode ser estimulada ou mesmo aprendida? 

O autor Adam Grant procura desmistificar muitas das crenças que existem em torno das mentes criativas. Então ele recorre a uma série de estudos e histórias reais envolvendo o mundo dos negócios, a política, os esportes e o universo do entretenimento para mostrar como qualquer pessoa pode aprimorar sua criatividade, tornar-se capaz de identificar e defender ideias verdadeiramente originais, combater o conformismo e romper com tradições obsoletas.

Apesar de ele afirmar que iremos conhecer as técnicas bem-sucedidas aplicadas por profissionais que ousaram remar contra a maré e levar seus projetos adiante, não sei se tudo se aplica claramente no "mundo real". Vejo as histórias do livro como um desfile de semana de moda, um conceito, que até pode ser colocado em prática, mas com certas modificações....

 
O autor Adam Grant demonstra como a originalidade pode ser impulsionada, indicando a melhor forma de se expressar sem ser silenciado, como conquistar aliados em ambientes improváveis, escolher o momento certo de agir e lidar com o medo e a insegurança.

Todos temos medo e todos temos insegurança, e isso não é uma coisa ruim, trabalhar isso a nosso favor nos faz andar para frente sempre!

Esse livro é mais um daqueles que mais uma vez tive que ler marcando certas partes com lápis (não consigo rabiscar livro com piloto), pois foram partes que me fizeram refletir de alguma forma.

Mas o que é a originalidade por fim? Segundo o autor é quando a gente toma o caminho menos trilhado, defendendo um conjunto de ideias novas que contrariam o pensamento comum. O ponto de partida é a curiosidade, claro, né? Tinha que ser ela! Mas o bom que o autor não trata apenas de grandes descobertas tecnológicas, ela fala de mudar o mundo também...

Uma das partes que mais gostei e talvez as partes que mais me emocionaram foram as partes que o autor fala de Martin Luther King, um dos mais importantes líderes do movimento de direitos civis dos negros nos Estados Unidos. "I Have a dream" - quantas coisas maravilhosas não começaram com um sonho....Não um sonho comum, mas o sonho de igualdade, aquela que foi prometida por Lincoln. 
Enfim, o livro é inspirador, de todas as formas possíveis, pode ser usado de forma didática do tipo: O que realmente podemos colocar em prática? Ou pode ser inspirador somente sabermos dessas histórias de "vitórias"?

Gostei muito dessa leitura, recomendo!

 

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo