16 maio, 2017

{Resenha #188} The Beauty of Darkness - Mary E. Pearson - DarkLove


Olá, pessoal, tudo bem? A resenha de hoje é de mais um livro das Crônicas de Amor e Ódio, mais precisamente o livro 3, o último da saga, The Beauty of Darkness, da querida autora Mary E. Pearson.

Fim da jornada. A promessa. A esperança.
Um lugar para ficar. 
No entanto, este lugar ainda não pode 
ser avistado, e a noite é fria.
- Os últimos testemunhos de Gaudrel


Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder.

Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher.

Eu não permiti que ele fizesse isso. Na verdade, tentei tirar essa ideia da cabeça dele, mas não havia como impedi-lo. O rapaz tinha perdido um tesouro que estava determinado a recuperar.


As Crônicas de Amor e Ódio começaram com The Kiss of Deception, passaram por The Heart of Betrayal e chegaram ao fim com The Beauty of Darkness. A história da Princesa Jezelia virou a queridinha dos fãs de grandes histórias com grandes protagonistas. Teve ação, teve romance, um quê de autoconhecimento e muito, mas muito GirlPower....Na verdade acho que o pulo do gato dessa trilogia foi exatamente todo o poder feminino que ela nos mostrou. 

Embora a história tenha começado com uma princesa que fugiu de um casamento arranjado lá nos idos do Livro 1....já no Livro 2 vemos que a história real por trás desse episódio inicial era bem diferente. A garota de 17 anos que não queria ser um soldado no exército de seu pai vê que com grandes títulos, grandes responsabilidades e de novo, a vida real é bem diferente daquela que a gente sonha.

Nenhum reino ficará entre nós. Jamais.

The Heart of Betrayal realmente termina de um jeito que te deixa com o coração na mão (desculpa aí, impossível não ter spoiler, esse é o livro 3). Mas isso também dá muita história ainda para desenrolar em The Beauty of Darkness. Lia sabe exatamente o que tem de fazer e esperava ter ajuda de Rafe nisso. Porém o Rei de Dalbreck já não existe mais e Rafe precisa se preocupar com seu próprio reino, antes que ele não tenha mais um reino para retornar. O que vem primeiro, o amor ou a responsabilidade?

Resposta difícil, né? Mas se formos parar para pensar racionalmente, nem é tão difícil assim....Lia está mais do que convicta de que o Komizar não está morto e que ele marcha para Morrighan, que será a primeira a cair, seguida de todos os outros reinos. Mas como fazer Dalbreck acreditar no dom, algo que eles nunca deram muita bola antes?

É aqui que esse povo me mata. Gente, se tá escrito num livro, e ele sendo tão antigo, com certeza é verdade. Esse povo não aprendeu nada com a Hermione??


Aqui nesse livro alguns assuntos vão se clareando mais e mais na minha cabeça, com algumas explicações mais do que esperadas sobre tudo o que ocorre naquele mundo. Eu gostei bastante da exposição de muitos segredos e muitas das motivações me pareceram plausíveis.

Era o medo do desconhecido. Eu estava com medo da impostura e do dom que pensava não ter. Estava com medo de todas as escolhas perdidas que eu nunca seria capaz de fazer e com medo de que, pelo resto da vida, alguém sempre estaria me dizendo o que fazer, ou dizer, ou pensar, até mesmo quando eu tivesse  melhores ideias próprias....tinha medo de que nunca fosse se amada além do que um pedaço de papel havia ordenado que eu fosse.


A edição é de tirar o fôlego, assim como as anteriores. Diria que os livros 2 e 3 tem capas um pouco menos sombrias que o livro 3. A fitinha marcadora já é padrão nos livros da editora, azul ficou mesmo muito fofinha.

Tenho falado isso desde o livro 1, gosto muito da Darkside, mas essas aspas me matam....tem hora que dá vontade de enforcar quem inventou isso ao invés do travessão para os diálogos. Sempre falei isso, pois isso me deixa com a leitura um pouco arrastada em algumas partes. Essa é uma "reclamação" constante desde o primeiro livro, mas nada que impeça de imergir completamente na história, que é mesmo cheia de nuances.

Posso dizer que gostei muito do final. MUITO MESMO. Um final digno e super coerente com o que a história toda nos apresentou até agora.

Skoob // Site // Compre aqui


Livro cedido em parceria com a editora, as resenhas aqui contidas tem minha opinião sincera, tá?


Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo