17 junho, 2017

{Lançamento} As Modistas - 3 - Volúpia de Veludo - Ed. Arqueiro




“Com sua narrativa maravilhosamente bem escrita, seu talento infalível para criar personagens e o raro dom de unir inteligência e paixão, Loretta Chase vai fazer você morrer de prazer mais uma vez ao ler este livro.” 
– Booklist

“Volúpia de veludo tem todos os elementos que são marca registrada de Loretta Chase: senso de humor, espirituosidade, sensualidade e personagens fascinantes.” 
– Heroes and Heartbreakers
 
Simon Fairfax, o fatalmente charmoso marquês de Lisburne, acaba de retornar relutantemente a Londres para cumprir uma obrigação familiar.

Ainda assim, ele arranja tempo para seduzir Leonie Noirot, sócia da Maison Noirot. Só que, para a modista, o refinado ateliê vem sempre em primeiro lugar, e ela está mais preocupada com a missão de transformar a deselegante prima do marquês em um lindo cisne do que com assuntos românticos.

Simon, porém, está tão obcecado em conquistá-la que não é capaz de apreciar a inteligência da moça, que tem um talento incrível para inventar curvas – e lucros. Ela resolve então ensinar-lhe uma lição propondo uma aposta que vai mudar a atitude dele de uma vez por todas. Ou será que a maior mudança da temporada acabará acontecendo dentro de Leonie?

Volúpia de veludo, terceiro livro da série As Modistas, é uma história de amor envolvente, com personagens femininas fortes e determinadas que transitam com perfeição entre o romantismo e a sensualidade.


Simon a beijou como Leonie queria: algo real, não uma provocação. A boca pressionando a dela, persuasiva, exigente. E ela cedeu, é claro, só para conseguir mais, para dar mais... para mostrar a ele. Ela também sabia provocar, brincar, atiçar. Já que não conseguia se controlar, faria com que ele também perdesse o controle.

Estimulando-o a beijá-la de forma ainda mais pecaminosa, passou as mãos pelo pescoço de Simon e colou seu corpo ao dele.

Sentiu-o estremecer e saboreou o gemido dele em sua boca. Simon deslizou as mãos pelas costas dela, desceu até as nádegas e a puxou com força. Mesmo através das camadas do vestido, ela sentiu a ereção dele e experimentou uma sensação de triunfo – sobre ele e o controle que exercia sobre ela. No entanto, mais forte do que qualquer outra sensação era o desejo.

Leonie queria se livrar desse desejo, parar de pensar em Simon e de ansiar pelo toque dele. Ao mesmo tempo, queria ir aonde ele a levasse.

Ainda assim, em algum horizonte longínquo, ela também tinha consciência de seus negócios.

Ela interrompeu o beijo e se afastou dele, embora quisesse gritar por ter que parar e, por um apavorante minuto, desejou mandar para o inferno todas as clientes e suas malditas encomendas.

– Pronto – disse ela, sem fôlego. – Agora eu acabei.

Os olhos dele pareciam perfurar a alma dela. Então ele deu de ombros e riu.

– Muito bem, madame, como quiser. Por enquanto. 






Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo