19 agosto, 2017

Entrevista com a autora Lidia Rayanne, de Romance e San Marino ♥


Olá, pessoal, tudo bem? Quem amou meus posts falando de Romance em San Marino

Então...a pessoa que vos fala conseguiu uma entrevista com a autora Lídia Rayanne, não é demais??


Já falei que amei essa capa??
{Uma Leitura a Mais} O que Romance em San Marino nos reserva?
{Lídia Rayanne} O primeiro livro aborda, entre outros temas, os vários tipos de amor - entre pessoas apaixonadas, entre pais e filhos, entre amigos… O segundo mostra como outro tipo de amor – no caso, o amor ao poder - pode ser de uma natureza perigosa.

{Uma Leitura a Mais} Qual a sua expectativa com o feedback que os leitores te darão sobre o livro? Afinal, romance sempre encanta, não é?
{Lídia Rayanne} O feedback do primeiro livro tem me deixado muito, muito feliz! Sério, não imaginava que San Marino fosse conquistar tantos leitores, ainda mais por seguir um formato diferente dos romances de época publicados atualmente. Mesmo assim meu coração palpita toda vez que vejo uma resenha ou avaliação nova, e quando penso em como vai ser a reação dos leitores ao segundo livro, aí que bate aquele medo de não agradar! rsrs. Eu escrevi os dois livros juntos, então para mim é como se fosse uma história só. Tentei ser o mais fiel à essência dos personagens, aos seus sentimentos e como me sentiria se estivesse passando por aquela situação. Mal vejo a hora de saber o que vocês vão achar do desfecho de Marco, Ângela e os demais personagens.


Marco e Ângela são dois personagens encantadores. Se inspirou em alguém em especial para criá-los?
Algumas características sim. Logo quando comecei a trabalhar nos rascunhos imaginei Ângela, por exemplo, como meu alter ego, já que sou baixinha e de cabelos cacheados kkkk Mas eu não era muito fã de estudar os mesmos assuntos que ela, e graças a essa personagem aprendi muito. Quanto ao Marco, me inspirei muito no jeito cavalheiro do meu pai e do meu irmão. Mas depois de um tempo os personagens ganharam vida própria, então, como disse, são só alguns elementos que usei para compor a personalidade deles.

Como lhe falei, fiquei tão surpresa por San Marino realmente existir! Pelo que pesquisei o lugar é lindo, imagina no século 19....Porque escolheu esse lugar especificamente?

É uma história engraçada. Há uns 11 anos eu estava trabalhando numa História em Quadrinhos e o roteiro não estava funcionando, então decidi recomeçar do zero. Então me lembrei que, quando éramos crianças, meu primo inventou uma história com seus bonecos Playmobil sobre um príncipe e uma plebeia que tentavam proteger seu país da invasão de Napoleão Bonaparte. O cenário era um globo de neve que a prima de nossos pais tinha trazido da Itália, e era justamente o Monte Titano, de San Marino. Ao me lembrar disso, me deu um estalo no cérebro: era essa a história que eu precisava. Um Romance em San Marino. No dia seguinte comecei a pesquisar sobre o país e descobri que todos os fatos históricos iam contra o roteiro que tinha imaginado: San Marino é uma das repúblicas mais antigas do mundo (logo, sem príncipes) e Napoleão permitiu a independência do mesmo (logo, sem invasões). Mas ao invés de largar a ideia, comecei a pesquisar mais e mais sobre o país e quanto mais eu lia, mais fascinada eu ficava, até que descobri que poderia usar a história dele em meu favor. Comecei a fazer o rascunho da HQ, que acabei abandonando por um tempo, até que decidi transformá-la em um livro.



Eu sou meio lesada para entender a parte política quando ela é muito presente nos livros... Porque resolveu colocar esse contexto um pouco diferente na história da Ângela?

A parte política simplesmente aconteceu KKK Como disse, pesquisando sobre o país descobri que ele tinha características políticas muito peculiares que poderia usar no roteiro. E a maneira como o povo de San Marino respeita a sua essência, a sua história e constituição republicana não deixa de ser uma inspiração para cada um de nós. A maneira como a política é mostrada no livro é um tanto romantizada, de fato, mas não deveria ser assim? A política faz parte das nossas vidas para o bem ou para o mal, e cada um de nós deveria buscar fazer o melhor para o nosso país, quer numa escala pequena, como Ângela cuidando da sua escola, quer numa escala maior, como o Chefe de Estado que Marco deseja ser. É a força somada de indivíduos em prol de uma comunidade que faz esta crescer. Mas não é a toa que San Marino determina que os capitães-regentes permaneçam por tão pouco tempo no poder, pois este em demasia sempre corrompe.

Marco me lembrou um pouco do Maxon, da Trilogia da Seleção (bem pouco)...no sentido de ser um pouco travado e ser muito submisso ao pai. Foi só impressão minha ou essa característica dele era essencial para a sua sensível mudança de perspectiva ao longo do livro?

Sim, isso é muito importante para o crescimento do personagem. Marco tem um grande desejo de honrar seu pai e sua família, mas às vezes esse senso de dever não corresponde com os desejos do seu coração. É um conflito inspirado numa característica do período neoclássico: dever vs. sentimentos individuais. Outros personagens também passam por esse conflito (como Ângela e o senhor Olivério). Todos têm coisas que gostariam de fazer, mas precisam equilibrar ou abrir mão em nome do dever, quer à família, quer à comunidade, então cada um precisa encontrar a maneira de realizar seus sonhos levando isso em mente.

Dá pra viver só de livros? Porque publicar no Brasil é super complicado, mas a Amazon tem mudado isso e tem muitos talentos lá... Você lê bastante autores de lá?

A Amazon realmente ajuda nas facilidades da auto publicação, mas falando por mim, não digo que dá pra viver só de livros rsrs Ajuda a pagar uma conta aqui e outra acolá, mas pra se sustentar mesmo... não dá! KKK Eu tenho no meu aplicativo Kindle um monte de livros nacionais que tô ansiosa para ler, mas como geralmente leio em lugares em que não é muito seguro usar um e-reader, acabo dando prioridade aos livros físicos e deixo os e-books para as férias. Mas está na minha meta desse ano ler todos eles <3

Quais as autoras mais lidas por você?
No momento, Carina Rissi, Kiera Cass e Cassandra Clare.


Gosta de terror? Quero muito saber essa resposta ahahahahahaha... Não sei se quem gosta de romance gosta de terror, eu como leio de tudo fico sempre querendo saber se é assim com as outras pessoas, principalmente autoras de romance.

Terror, terror mesmo, não curto muito, mas amo uma história de suspense KKK Eu também curto umas coisas “nada a ver” com romance, por exemplo, gosto demais de assistir The Walking Dead, mais por conta dos conflitos entre os personagens do que pelos zumbis em si.


Eu gostei muito da história, muito mesmo, quero saber o desenrolar dos mistérios no livro 2 (quanta ansiedade) e também a questão das classes sociais que são um abismo entre Marco e Ângela. Alguma pista?? Ou vai deixar a gente na curiosidade até... é novembro que sai o Livro 2?

Sim, sai em Novembro! Acho que dei lá em cima um pequeno spoiler, então não posso falar muito mais rsrs Só posso dizer que preparem o coração, porque o livro 2 promete muitas surpresas e reviravoltas!

Obrigada pela oportunidade, Renata! Espero ter respondido a todas as suas dúvidas e a dos leitores! <3

Eu que agradeço a autora Lídia Rayanne por conceder essa entrevista aqui para o Blog ♥


Se vocês leram minha resenha sabem que estou bem ansiosa pelo livro 2, que só sai em novembro! Enquanto isso, vou deixar os links da autora, para quem quiser conhecer o livro! ♥

obs: todas as imagens foram retiradas da página da autora ♥

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

4 comentários:

  1. Renata menina, a tempos não lia uma entrevista tão interessante e envolvente. Amei conhecer um pouco mais do processo criativo da autora e com certeza pretendo ler essa duologia (deu a entender que serão só esses dois livros, estou certa!??). Enfim como ando sobrecarregada de títulos esperarei para investir em dezembro ou em janeiro pq assim adquiro os dois e leio seguidos.
    Amei sua resenha e a entrevista só veio acrescentar mais certeza que desejo ler sim esse romance de época!!! Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, tudo bem?? O livro é lindo, eu adorei mesmo...esperando ansiosa para sair o volume 2 e ler o desenrolar da história ♥

      Excluir
  2. Foi um prazer responder às suas perguntas, Renata!
    E quem tiver mais alguma dúvida, é só entrar em contato comigo através das redes sociais do livro que vou ter o maior prazer em responder.
    Bjs! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola! muito obrigada por ter reservado um tempinho para mim e para os leitores aqui do blog...adorei a entrevista e estou bem ansiosa esperando para ler o livro 02 ♥

      Excluir

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo