22 janeiro, 2018

{Resenha #228} Chronos - Viajantes do Tempo - Volume 1


Recebi esse livro da Darkside, pois ele é um dos últimos lançamentos da querida linha #Darklove, da qual o blog é parceiro! Amei a capa e a diagramação são perfeitas! É o primeiro livro de uma trilogia, da autora Rysa Walker, mas para minha tristeza não curti tanto assim a história como achei que ia curtir. 

Explico: amo histórias sobre viagem no tempo, laPsos temporais, paradoxos e coisas do tipo. Mas ao contrário de Marty Mcfly que era um adolescente incrível, a menina da história aqui não me chamou assim tanta atenção...quem sabe no volume 2, né?



Os eventos da premiada Trilogia Chronos se iniciam quando Kate descobre que sua avó é uma historiadora viajante do tempo — nascida alguns séculos à frente, mas presa ao presente por conta de um acidente — e possui um artefato, um medalhão azul reluzente, que permite realizar saltos temporais para qualquer época e local.

Tudo parece um absurdo no início, mas uma leve interferência na linha temporal faz com que os pais de Kate sumam do mapa e ela seja a próxima da lista. Arriscando sua vida, ela aceita a missão de tentar voltar no tempo para evitar um homicídio que é a chave de tudo e colocar as coisas no seu devido lugar. Mas se ela for bem sucedida, a interferência também terá um custo pessoal.
Neste primeiro volume, o leitor é transportado para a Exposição Universal de 1893, em Chicago, quando a Roda Gigante foi apresentada pela primeira vez e o serial killer H. H. Holmes dirigia um hotel construído especialmente para receber os visitantes da feira (e sumir com seus corpos). Em meio a tantos fatos históricos e curiosos, Kate precisa agir pontualmente para não estragar nada, e ainda impedir a ascensão de um culto religioso bastante poderoso que ameaça afetar o universo como o conhecemos.



A história começa quando Kate e sua mãe precisam ir ao encontro da vó de Kate, Katherine, que está meio sumida do mapa há uns bons 10 anos, mas exigiu um (re) encontro com ambas. A mãe de Kate, Deborah, parece bem furiosa e irritada com a mãe por algum problema mais antigo. Aqui temos o primeiro vislumbre de um medalhão azul muito incomum...Katherine informa a ambas que está com tumor inoperável no cérebro e que há muitas coisas que a neta precisa saber (mistério no ar, né?). Ela tem um assistente e uma casa nova com uma biblioteca gigante (segundo ela ahahahahah) e pede que as duas vão passar um tempo com ela. A mãe de Kate odeia a ideia, mas informa que aceitará qualquer decisão da menina.

Kate sofre de umas coisas estranhas que ela imagina ser uns ataque es de pânico, mas sua avó sabe exatamente do que se trata! Katherine dá a Kate seus diários, para que a garota entenda tudo de uma forma mais "rápida". Só que um roubo a sua mochila no metrô e um encontrinho inesperado com um desconhecido faz Kate interrogar a avó de forma mais incisiva.

Daí a velhota começa a contar sua história e é então que a história de verdade começa! Ela é do futuro e ficou presa aqui (onde é aqui não é mesmo? Já comecei a ficar na dúvida....) devido a um estranho acidente. A garota então fica conhecendo a CHRONOS - Centro Histórico de Registro da Observação Nacional e Organizacional da Sociedade e que a avó (do futuro) trabalha (ou trabalhou) lá. Resumido eles tem o poder de viajar no tempo, porém para observação como o próprio nome já diz, não violar a linha do tempo.


Pausa Dramática Minha: Cara, isso nunca dá certo, sempre vai haver um tropeço, sempre alguém vai sem querer (Marty, hellooooooooo) ou querendo (Biff) fazer alguma asneira....logo, esse lance de viagem no tempo....páh, só pode dar em treta.....

Então Katherine conta a neta as circunstâncias de seu acidente, que para ela não foi acidente nenhum....Na verdade, ela sabe de mais coisas do que realmente conta (mas, Livro 01 eu juro que entendo....). O mais legal da explicação é que existem pontos de destino em determinados lugares, pontos estáveis naquele período do trabalho do historiador da Chronos. Mas em um dado momento e lugar um dos pontos deixou de ser estável e Katherine ficou presa na década de 70, onde e quando começou uma nova vida, formou família, teve filhos e vida que segue.....



Poque estou contando tudo isso se as minhas resenhas não são assim tão detalhadas? HAHAHAHAHAHA.....Porque eu me perdi e me achei várias vezes nessa narrativa....Fui e voltei, achando bom, achando ruim...Enfim, tentando entender as partes que estava achando bem confusas a princípio...E olha que mesmo para mim, que adora uma boa ideia de viagem no tempo, nossa, suei para acompanhar o raciocínio da velha Katherine ♥♥ que se fosse virar personagem de carne e osso eu votaria nas seguintes atrizes: Maggie Smith ou Judi Dench ♥♥

Somos transportados para a Exposição Universal de Chicago, em 1893 e a autora nos brinda com muitos detalhes históricos maravilhosos. Kate então precisa se desdobrar e ser bem ninja para consertar a linha do tempo que foi alterada e tudo ser como era antes, seu pai, sua mãe, sua avó, sua amiga...Pelo menos essa linha do tempo que ela conhece....



Não posso negar que o livro tem muita ação, tem muita reflexão também....Eu pelo menos fiquei pensando em universos paralelos e em como eles podem ser mudados. Sempre me lembro, é inevitável, de duas situações: a primeira, ele e sempre ele, Marty Mcfly de De volta para o futuro, que fez besteira, tentou consertar e tudo ficou diferente de como era, mas ainda assim MELHOR ♥♥♥♥ E a segunda, que também amo, a história dos pingos, em Star Trek. Mas não a história original dos pingos e sim quando o Capitão Sisko volta no tempo para impedir um klingon de fazer um tremendo estrago ahahahahaha... -AMOOOOOOOO

Mas o que me chateou um pouco nessa leitura foi a personagem principal, Kate. Ela me irritou tão ou tão mais que Clary, de Os Instrumentos Mortais, que para mim é uma das personagens mais chatas, e olha que as histórias de Cassandra Clare são de tirar o fôlego! Mas só para comparar o nível de chatice....Não sei..não consegui me conectar com a menina, e olha que ela tem nas mãos a missão de "salvar o mundo". Não sei, acho que o "romance" me chateou um pouco aqui, sabem??? Tipo, nada contra o amor a primeira vista e vocês sabem que eu amo um romance, suspiro, essas coisas....Mas aqui, exatamente aqui para mim não funcionou...talvez se ele tivesse acontecido no segundo volume, ou depois...ai não sei explicar...srsrsrsrsrs ....

Não que nos livros de aventura a menina não possa se apaixonar e tals, mas achei que ficou meio deslocado em todo um grande contexto maravilhoso que a autora criou. Fiquei pensando que talvez para atingir um público que não fosse o da minha faixa etária...enfim....

Mas mesmo assim, estou ansiosa pelo volume 2. Vem quando, Darkside?



Ah, uma coisa que me inquieta nos livros da Darkside Books, os diálogos com "....porquê, minha gente? Isso cansa tanto a ceguinha aqui....Nesse livro a fonte e tamanho das partes do diário me deixaram meio cansadas...mas enfim....




Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo