30 janeiro, 2018

[Resenha]: Fragilidade, Paracosmos — de Alec Silva

Eu me deparei com esse e-book para baixar gratuitamente e, sem pestanejar, o baixei. o/ Eis que, por mais uma vez, tenho uma belíssima surpresa. 🌷🌷🌷Agora convido a todos para conferir "Fragilidade, Série Paracosmos", obra do escritor Alec Silva, uma publicação da Ex! Editora. Vem junto! o/ 


Sinopse: Um simples esbarrão e o paracósmico Abrão vislumbra o destino de Daiane, até então uma completa desconhecida. Intrigado com seu suicídio, ele resolve descobrir mais sobre os motivos e causas e, após obter detalhes de sua vida, parte em busca de vingança. Mas não pelo suicídio. "Fragilidade" é um novo capítulo de "Paracosmos", a saga de fantasia sombria sobre um grupo de crianças e adolescentes marcados por traumas e dotados de poder, uma combinação perigosa e delicada, assim como qualquer emoção. 




"Porque calar-se é um bem frágil..." 


Um conto tocante! 🌷🌷🌷 

Abrão é um jovem que leva consigo um poder paracósmico, vislumbrando passado e futuro. E, ao esbarrar com Daiane, se depara com o que acontecerá. A jovem mora com os tios e os primos desde que perdera os pais, e passa a sofrer bullying devido a mentiras que são contadas a seu respeito.


"Um simples toque e tudo muda. Basta um esbarrão casual, minha pele tocar outra, e eu sei sobre o passado e o futuro de alguém. Ou até onde vai o futuro. No caso de Daiane, o futuro se estenderia por mais uma hora, sete minutos e quarenta e dois segundos. Não mais e não menos." (Conto: Fragilidade, de Alec Silva)




SIM! Abrão sabe o que Daiane está prestes a fazer. Além do bullying, ela sofre um abuso sexual. Foram três jovens conhecidos que cometeram tal atrocidade seguida de ameças, afirmando que mostrariam as fotos tiradas durante o ato.


"Em pé, diante do corpo pálido devido aos cortes profundos nos pulsos, meu plano de vingança se formava conforme elucidava melhor as causas. O esbarrão na rua, enquanto ela passou por mim apressada, segurando com firmeza um pequeno pacote, os olhos inchados de tanto chorar, os pensamentos suicidas pulsando e gritando em sua mente, havia me dado muito material, mas agora era diferente, era mais lúcido, mais minucioso." (Conto: Fragilidade, de Alec Silva) 


Abrão não se conforma com tal atrocidade e junto de uma colega — digamos assim — também provida de um poder paracósmico, se vinga dos jovens covardes.


"Meu tom de voz foi relativamente alto e atingiu os ouvidos certos. Ninguém era culpado pelo suicídio, mas muitos eram pelo sofrimento causado." (Conto: Fragilidade, de Alec Silva)


Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers

O escritor deixa claro que não pegou carona com o sucesso de "13 Reasons Why" (Os 13 Porquês), obra de Jay Asher (adaptada como série pela Netflix), e também o “jogo” Baleia Azul. Mas ele afirma que ambos o inspirou no processo de escrita deste conto, e posso dizer... APLAUSOS, pois ele conseguiu abordar tais temas com verossimilhança e profundidade. Eu li o conto numa tacada, na ida e volta de mais uma consulta à minha psiquiatra (veja o quão propício foi o momento... rs). E por sofrer com alguns distúrbios citados na trama, estando em tratamento desde o final de 2016, compreendi o conto com maior intensidade. 

FRAGILIDADE é um grito no escuro, um denotar apreensivo, onde muitos leitores podem se identificar. Eu, particularmente, me identifiquei. o/ Não se trata apenas de um conto, mas sim de um farfalhar infindável de razão e consequência, ou melhor, crime e castigo. Eu marquei tantos trechos, pois pareciam ter saído da minha mente. Contudo, aqui na resenha, inseri apenas três quotes que levam a narrativa de uma triste história. A trama vai além disso... Vai por mim! Eu gostei muito!!! o/ Por fim, para você que curte o gênero e está a fim de uma leitura rápida e de sobrecarga emocional, eis essa belíssima pedida. 🌷🌷🌷 

A trama é narrada em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, no padrão digital; e a capa, além de bonita, é instigante e condizente com a trama. P.S: Já baixei gratuitamente outros contos dessa série e, logo menos, trarei as resenhas. 



Conto: Fragilidade — Série Paracosmos 
Autor: Alec Silva 
Gênero: Drama 
Editora: Ex! 
Ano: 2017 
Páginas: 35

Abraços literários,
Simone Pesci
https://simonepesci.blogspot.com.br/

Formada em Farmácia Hospitalar. Apaixonada por ler e escrever desde sempre. Criou o Blog em 2013 para compartilhar seu amor pelos livros, séries e filmes.

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥

 
Uma leitura a mais © Todos os direitos reservados :: Design e desenvolvimento por Gabi Melo :: voltar para o topo