20 Mil Léguas Submarinas é a cara do Museu Nacional, vocês não acham??


Quando estava arrumando minha mochila para o Turismo Cultural no Bairro Imperial de São Cristóvão, que aconteceu nos dias 19 e 20 de maio de 2018 (post aqui, aqui e aqui) eu pensei porque não levar um livro? Tirar foto dele lá no Museu?? Mas um livro que tivesse realmente a cara de alguns dos museus que estava pretendendo visitar (no caso o Museu Nacional e o Museu de Astronomia).

Olhei para um lado, olhei para o outro e voilá, o livro escolhido foi 20 mil léguas submarinas, uma das obras literárias mais famosas do autor Julio Verne


20 mil léguas submarinas, assim como a grande maioria das obras do autor é muito baseada nos conhecimentos da época, no caso, meados do século XIX, em conjunto com a rica e vasta imaginação de Verne.
É nessa famosa obra que conhecemos o Náutilus, um submarino FANTÁSTICO!  O engenheiro e dono de tal máquina maravilhosa é o famoso Capitão Nemo, que, juntamente com sua tripulação, cortou qualquer relação com as nações e com a humanidade. Vivem somente do que o mar lhes dá.
Mas a humanidade, não conhecendo a existência desta obra prima que o capitão Nemo criou em segredo, começou a temê-lo, julgando-o um monstro marinho, um narval gigante, começando assim a caça a sua máquina.
Um ilustre naturalista francês, Professor Aronnax parte no navio Abraham Lincoln da marinha norte-americana, com o intuito de caçar e livrar os mares de tal aberração.
No contacto com o "monstro", o Abraham Lincoln é danificado até ao ponto de não poder prosseguir viagem. Aronnax e alguns amigos são atirados ao mar onde são recolhidos pelo Náutilus e assim feitos prisioneiros, mas com a liberdade de poderem andar à vontade e conhecer quase todos os mistérios e participar de muitas aventuras!!!!!!!


Eu sempre quis ter esse livro na minha singela estante, pois é um dos preferidos do Dr. Emmett L. Brown do De volta para o futuro, o maior cientista que a humanidade já conheceu, afinal ele inventou uma máquina do tempo em um Delorian (o aço novo faz o fluxo dispersar). Brincadeiras a parte, o autor é o preferido tanto do Emmett quanto da Clara Clayton, sua paixão no filme. Clara é claro, professora e apaixonada por Ciência e Astronomia. Ambos citam da Terra à Lua e Emmett diz para ela que Julio Verne é seu autor favorito. Ele já tinha falado para Marty em outra cena que ele queria ser o Capitão Nemo!!!!!!! 

Quem lembra do Reino do Coral??



Essa edição é super fofa! Faz parte da coleção de Clássicos da Editora Zahar, é pequenininho, um charme e ainda é de capa dura. Eu tenho o A Bela e a Fera e quero outros!



A ciência, meu rapaz, é feita de erros, mas de erros benéficos, já que conduzem pouco a pouco à verdade. - Julio Verne




Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥