[Resenha]: A luz que perdemos — de Jill Santopolo

Essa lindeza de livro foi enviado como parceria pela editora Arqueiro (P.S:. Obrigada, Arqueiro!). 💘💘💘 Agora convido a todos para conferir a sinopse, book trailer e o que eu achei de "A luz que perdemos", obra da autora Jill Santopolo. Vem junto! o/ 

Sinopse: Lucy e Gabe se conhecem na faculdade na manhã de 11 de setembro de 2001. No mesmo instante, dois aviões colidem com as Torres Gêmeas. Ao ver as chamas arderem em Nova York, eles decidem que querem fazer algo importante com suas vidas, algo que promova uma diferença no mundo. Quando se veem de novo, um ano depois, parece um encontro predestinado. Só que Gabe é enviado ao Oriente Médio como fotojornalista e Lucy decide investir em sua carreira em Nova York. Nos treze anos que se seguem, o caminho dos dois se cruza e se afasta muitas vezes, numa odisseia de sonhos, desejo, ciúme, traição e, acima de tudo, amor. Lucy começa um relacionamento com o lindo e confiável Darren, enquanto Gabe viaja o mundo. Mesmo separados pela distância, eles jamais deixam o coração um do outro. Ao longo dessa jornada emocional, Lucy começa a se fazer perguntas fundamentais sobre destino e livre-arbítrio: será que foi o destino que os uniu? E, agora, é por escolha própria que eles estão separados? A Luz Que Perdemos é um romance impactante sobre o poder do primeiro amor. Uma ode comovente aos sacrifícios que fazemos em nome dos ­nossos sonhos e uma reflexão sobre os extremos que perseguimos em nome do amor.




"Porque somos nossas escolhas e consequências" 


Um enredo maravilhoso! 💘💘💘

Lucy e Gabe se conhecem na faculdade, mais especificamente na aula de filosofia do professor Kramer, em 11 de setembro de 2001, quando o World Trade Center foi atacado e veio ao chão. Ela acompanha Gabe até o seu apartamento, que divide com três amigos, a fim de saber notícias sobre o trágico e devastador acontecimento. Durante aquele triste momento eles se beijam e se apaixonam.

"Há momentos que alteram a vida das pessoas. Para tanta gente como nós, que morávamos em Nova York então, o 11 de Setembro foi um desses momentos. Qualquer coisa que eu tivesse feito naquele dia teria siso importante, teria sido gravado a ferro na minha mente e marcado meu coração. Não sei por que te conheci naquele dia, mas sei que, por isso, você passou a fazer sempre parte da história da minha vida." (Livro: A luz que perdemos, Pág.21)





O desejo entre ambos foi imediato, mas após a ligação de Stephanie (ex namorada de Gabe), dizendo que o seu irmão que trabalha no World Trade Center estava desaparecido, ele decide reatar com a ex. Lucy se distancia e sofre da sua forma, tal quanto Gabe. E depois de anos, quando Lucy está comemorando com as amigas seus vinte e três anos, eles se reencontram em um bar. Agora Gabe está solteiro e eles começam a se relacionar.


"Kate tinha razão, é claro. Mas, àquela altura, não havia nada que eu pudesse fazer para alterar o nosso destino — o seu, o meu, o nosso. Eu assumo a responsabilidade pela decisão. Até hoje assumo. Nunca me senti tão viva quanto nos cinco meses que moramos juntos. Você mudou minha vida, Gabe. Fico feliz pela escolha que fiz. Livre-arbítrio, apesar do destino que nos esperava." (Livro: A luz que perdemos. Pág. 49)


Por cinco meses Lucy e Gabe moram juntos, porém ele decide seguir com seus sonhos, mudando-se de Nova York, passando a trabalhar como fotojornalista no Oriente Médio.


"Herdamos as expressões de sofrimento de nossos antepassados pré-verbais, codificadas no DNA. Você estava mesmo partindo, em algum momento, mas nunca pude imaginar como seria. E foi um pesadelo. Como se o meu coração fosse frágil como vidro e alguém o jogasse no chão, quebrando-o num milhão de pedaços para depois esfregar o sapato nos cacos." (Livro: A luz que perdemos, Pág.72) 





Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.

Antes de qualquer coisa, quero dizer que a nota/referência na capa do livro, dizendo que os fãs de Um dia e Como eu era antes de você curtirão a obra faz todo sentido. Eu, particularmente, fiquei apaixonada por essa história e adianto que "leio até mesmo a lista de compras da Jill Santopolo". o/

A LUZ QUE PERDEMOS é uma sensível história de amor, uma impactante consequência de nossas escolhas, sejam elas viáveis ou não. Entre encontros e desencontros, querer e não poder, o leitor é arrebatado para dentro da vida de uma mulher que ama o passado tão quanto o presente. E que espera do futuro apenas continuar com o amor pulsando de forma vibrante dentro do peito. Não há como não se apaixonar com os dois amores de Lucy, ou seja, Gabe e Darren, pois ambos têm a sua porcentagem de sensibilidade e verdade. O contexto, em totalidade, me tocou de forma pessoal, deixando-me em alguns instantes inquieta e fazendo-me comparar algumas situações pelas quais já passei. Eu me senti como se fosse a protagonista, e assim como ela, me vi perdida. A questão do "será se..." é o ponto crucial da narrativa. Não há pior ou melhor escolha, há apenas escolhas e, claro, suas consequências. O final é de quebrar o coração e deixa uma belíssima mensagem. Se eu gostei?! NÃO, EU NÃO GOSTEI! EU MEGA, ULTRA, MAX, HIPER AMEI!!! 💘💘💘 Os direitos para o filme foi comprado, e eu estou ansiosa para conferir essa lindeza nas telonas. \o/\o/\o/

O livro é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com fontes e espaçamentos na medida, adornado em papel pólen soft (o amarelinho mais claro); e a capa é belíssima, estampando vestígios de Lucy e Gabe em duas já não existente s Torres Gêmeas. Por fim, para você que curte um lindo drama, daqueles de partir o coração, eis essa maravilhosa pedida.


Livro: A luz que perdemos
Autora: Jill Santopolo
Gênero: Drama/Romance
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 272

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥