[Resenha]: Desconcertos — de Ricardo Tagliaferro

Eu recebi essa lindeza em parceria com o autor Ricardo Tagliaferro. A propósito, quero agradecer o autor pela confiança e parceria. 🌷🌷🌷 Esse é o meu primeiro contato com um de seus textos e já adianto que: "Eu leio até mesmo a lista de compras do Ricardo!" o/ Confira agora a sinopse e o que eu achei de DESCONCERTOS, uma publicação independente. 

Sinopse: Desconcertos é uma coletânea de contos que retratam a vida normal de pessoas comuns em seu cotidiano rotineiro. Um homem bem-sucedido, mas infeliz; um fotógrafo abandonado por sua maior inspiração; um violinista com vontade de largar tudo; um padre desacreditado; e alguns outros relatos de quem decidiu viver à sua maneira. Histórias fictícias que muito bem poderiam ser reais... e talvez até sejam. O que difere a vida dessas pessoas da nossa é o infortúnio. Não se assuste caso se depare com um caso em que se identifique. A vida é nada mais do que isso: viver. 


"Porque somos todos eternos desconcertos..." 

Um belíssimo grito no escuro!

Por se tratar de uma coletânea de contos, cada qual com sua particularidade, antes de dar o  meu parecer deixarei abaixo três quotes da obra. 




"Ela, agora casada, seguia radiante para o fim já esperado. Ele, conformado, seguiu o caminho oposto, talvez obscuro, que o condenava. Duas vidas divididas pelo poder do livre arbítrio. Dentre todas as grandes escolhas, optou por ser padre, mas, se pudesse, teria escolhido não celebrar o casamento do amor de sua vida." (Conto: Enlace, Pág. 31)

"Na manhã seguinte não havia ele, não havia ela, havia apenas as ondas libertadoras. Para os dois, as coisas mais importantes no final de suas vidas eram o mar e amar. "(Conto: A Ilha, Pág. 79)

"Ele encontrou dentro de casa a felicidade que tanto procurava fora, e fora castigado com o abandono. Não pela mulher com quem escolhera viver até o fim da vida, e sim pela própria mente, que o enganou, fazendo-o acreditar que, às vezes, tentamos plantar algo na terra do outro sem saber que a nossa terra, de todas, é a mais fértil." (Conto: Cotidiano, Pág. 115)




DESCONCERTOS é um farfalhar de sentimentos adversos, um retrato real da vida. O título da obra condiz com o seu propósito, apresentando contos singulares, cada qual adornado em sabores e dissabores. Há em cada conto um traçado melancólico, com infortúnios dos quais muitos são fadados. Trata-se de uma leitura rápida e de fundo reflexivo. Eu, como uma boa admiradora de textos que conduzem o coração, ADOREI!!! ♥♥♥ Por fim, para quem é apreciador (a) de uma breve leitura e recheada de sentimentos, eis essa belíssima pedida. o/

Os contos são narrados em primeira e terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com bom espaçamentos e fontes um pouco maiores (o que facilitou ainda mais a leitura), adornada em papel pólen (o amarelinho); e a capa é singela e bonita, estampando o título da obra e o nome do autor.


Livro: Desconcertos
Autor: Ricardo Tagliaferro
Gênero: Coletânea de Contos
Publicação  Independente
Ano: 2018
Páginas: 138

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com/

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥