[Resenha]: A Casa de Vidro — de Anna Fagundes Martino

Eis a resenha de uma noveleta que me ganhou por sua linda capa. A propósito, já faz algum tempo que baixei esse e-book gratuitamente, porém só agora que me embrenhei nessa leitura. Agora convido a todos para conferir a sinopse e o que eu achei sobre "A Casa de Vidro #Noveleta 1", que faz parte de uma série chamada "Estações", obra da autora Anna Fagundes Martino, uma publicação da editora Dame Blanche.

Sinopse: Flores não crescem do nada  ou crescem? Para Eleanor, era o mistério que não conseguia responder: qual era o truque daquele jardineiro contratado para cuidar da estufa em sua casa e que transformara o lugar em uma floresta imaginária. Sebastian, o tal estranho, parece um homem como qualquer outro  exceto pelas perguntas desconcertantes que faz, ou pelo fato de que as plantas obedecem seus comandos de maneira muito intrigante... 


"Porque não há de encoberto o que não venha a ser descoberto..." 

Uma trama instigante! 🌷🌷🌷

1.868
Aurelius é um rico viúvo que construíra para sua filha de dezessete anos, Eleonor, um castelo de vidro.
A menina um dia tinha dito que queria um castelo só para si, como os das princesas: o dono da casa lhe deu aquela construção de vidro. (Livro: A Casa de Vidro, de Anna Fagundes Martino)



Eleonor, agora, tem a sua espetacular estufa de vidro, além de um novo e intrigante jardineiro, chamado Sebastian, que passa a cuidar com esmero de sua redoma mágica.

 Regras demais. Esse mundo de vocês tem regras demais. Como vocês dão conta de lembrar de tudo? (Livro: A Casa de Vidro, de Anna Fagundes Martino)

Os dias passam e mesmo com o seu jeito misterioso e estranho de ser, Sebastian ganha admiração de Eleonor, sempre dizendo coisas que a confunde e, claro, fazendo da sua casa de vidro a mais bela.

Quase um ano ali e tudo ainda lhe fascinava; e ela invejava aquele entusiasmo, aquele olhar brilhante, aquela energia que explodia em seu corpo oco e se convertia em cores fascinantes e em paisagens alucinantes. (Livro: A Casa de Vidro, de Anna Fagundes Martino)

Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.

Intercalado entre passado e presente, somos conduzidos a um mundo mágico... Um amor que quebrará barreiras.

A CASA DE VIDRO é uma noveleta, e por tratar-se de um texto curto, para muitos pode parecer algo raso e, talvez, sem sentido. Porém, a meu ver, é uma história enternecedora, onde um jardineiro deslocado e de hábitos estranhos leva, com as palavras, o saber. Essa é uma trama que exige um pouco mais de atenção, onde o mágico e o real se cruzam, mostrando mundos diferentes. Sebastian, sem sombra de dúvidas, é a cereja do bolo, sendo este um humano não tão humano, com seus encantamentos e maneira de pensar que o torna ainda mais peculiar mas, que, ainda assim, leva consigo sabedoria e amor. Não há  muito o que dizer, pois é um enredo breve e sem muitos desfechos (algo que, creio eu, seja melhor trabalhado em sua sequência, Um Berço de Heras). Eu, particularmente, gostei bastante, e mesmo sentindo-me órfã e perdida com o final, anseio em ler a continuação.

A trama é narrada em terceira pessoa, com narrativa e diálogos um pouco rebuscados (mas de fácil compreensão); a diagramação está excelente, no padrão digital; e a capa, como disse no início da postagem, é um belíssimo cartão de visitas, estampando Eleonor entre sua redoma mágica.


Noveleta: A Casa de Vidro  (#Livro 1)
Autora: Anna Fagundes Martino
Gênero: Drama/Romance/Fantasia
Editora: Dame Blanche
Ano: 2016
Páginas: 81


Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com/

Um comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥