[Resenha]: Minúscula Pulga — de Farrel Kautely

Eu baixei esse livro em formato digital, gratuitamente. Nunca li nada do autor, e a premissa do livro, apesar de simples, me interessou bastante. Agora convido a todos para conferir a sinopse e o que eu achei de "Minúscula Pulga", obra de Farrel Kautely, uma publicação da editora Hope


Sinopse: Era comum pirralhos embarcarem no ônibus sem pagar passagem, e era costume de Lucio expulsá-los, pois sempre entravam em grupo e faziam algazarra. Mas Pulga não. Este entrou caladinho e cativou Lúcio. A partir daí, o motorista aprofunda-se em determinadas áreas da cidade cinzenta que nunca conhecera antes, a fim de investigar o passado vazio do garoto, que vivia sozinho num puteiro da grande metrópole sem nunca ter conhecido seus pais. Enquanto isso, Pulga vê a metrópole sem graça colorir-se aos poucos, à medida em que descobre uma amizade verdadeira. 

"Porque há de se ter esperança..." 

Uma trama instigante!

Weberson, mais conhecido como Pulga, é um garoto de dez anos que mora na zona (um puteiro) e há dois meses, todos os dias, embarca no ônibus 3067.

“Por que será que ele passa tanto tempo aqui?” se perguntou. “O que ele come?”, “Onde ele mora?”. (Livro: Minúscula Pulga, Cap.1) 



Dentre tantas crianças que embarcam nesse mesmo trajeto, o garoto tímido não foge aos olhos de Lucio, o motorista do ônibus. 

Ele não via nada disso no olhar do amigo. Talvez não fosse dó. Talvez Lúcio gostasse realmente dele, e essa ideia o alegrava. (Livro: Minúscula Pulga, Cap.6) 

Com o tempo ambos acabam se tornando amigos. E no meio de tanta desilusão há um arco-íris a brilhar para Pulga. É quando Lucio, junto da mulher, Carla, decidem adotá-lo. Mas, para isso, o motorista de ônibus tem que investigar o passado do garoto, ficando à mercê das dores que o rodeiam e, claro, tendo como inimigo Jonas, o cafetão do puteiro e, até então, o homem que de mal a pior abrigava Pulga.

— Viu só? Isso é o que acontece por querer forçar a barra. Eu disse que nunca contaria nada sobre sua mãe, mas você não me levou a sério. (Livro: Minúscula Pulga, Cap.26)

Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers.

Trata-se de uma leitura rápida e com uma pitada de coração.

MINÚSCULA PULGA é uma trama recheada de sabores e dissabores, uma história aconchegante de se ler e que te traz para dentro do enredo. Eu senti muita pena de pulga, e refleti sobre tantos "pulgas" que existem por aí, sem ter a chance de apreciar um belo e límpido arco-íris. Gostei como a trama foi conduzida, levando esperança e alegria para um garoto que vive sobre um tom de cinza. Mas apesar de todos os prós, teve também os contras... Esses fincados no roteiro, que, a meu ver, deixou um vazio e falta de explicação... Não posso falar mais, pois soltarei spoilers. Os personagens secundários aparecem pouco, mas, de certa forma, dão um "que" especial na trama. O final me deixou um pouco perdida, guiando-me na dúvida se de fato termina daquela forma ou se teremos uma continuação. Só posso afirmar que apesar dos pesares, vale a pena leitura. O autor tem uma escrita deliciosa de se aventurar, e como eu já disse antes, é uma leitura muito rápida, ou seja, um bom entretenimento.  

O enredo é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está no padrão digital; e a capa estampa o mundo cinza de Pulga. 


Livro: Minúscula Pulga
Autor: Farrel Kautely
Gênero: Drama/Suspense
Editora: Hope
Ano: 2019
Páginas: 132



Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com/

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥