[Resenha]: Só Hoje — de Cinthia Freire

É sempre um prazer resenhar uma obra de um autor que gostamos... E esse livro não foge a regra, pois a Cinthia Freire tornou-se uma das autoras nacionais prediletas. o/ Já li outras obras dela e, da mesma forma, me enterneci. Agora venho falar dessa lindeza, recheada de coração, que leva como título "Só Hoje", obra que baixei gratuitamente em formato digital, uma publicação independente. Confira agora a sinopse, book trailer e o meu parecer. Bem-vindos ao universo de Cadu e Mia!!! 


Sinopse: Há seis anos eu tive um encontro com a morte e naquela noite fiz uma promessa. Prometi que passaria a minha vida à sua espera, aguardando até que ela estivesse pronta para me buscar. Mas o tempo passou sem que ela voltasse e tudo o que me restou foi a dor que me impede de dormir e por muitas vezes parece prestes a me sufocar. Eu viveria assim, estava preparado para continuar sozinho a sua espera, se não fosse por um pequeno deslize, uma única brecha na escuridão que havia se tornado a minha existência. Era para ter sido apenas um momento, um sopro de ar em meus pulmões sufocados. Mas eu cometi um erro. Eu me apaixonei por uma garota. E agora, eu tenho medo que a morte volte, porque pela primeira vez desde aquela noite, eu não quero mais morrer.


"Porque hoje eu preciso de você..."

Um enredo arrebatador! 💘💘💘

Aos dezessete anos Mia, junto do namorado (Luiz), e da melhor amiga (Marcella), segue para uma festa. E nessa festa ela avista um rapaz que faz com que seu coração palpite descompassado. Os anos passam e, agora, ela é uma advogada solteira e está no apartamento que divide com a melhor amiga, a fim de festejar sua despedida para um outro país. Logo ela se depara com um rapaz o qual pensa ser um garoto de programa.

— Não, eu te escolhi porque você me lembra um garoto que vi uma vez na vida — admito e me sinto esquisita falando do garoto de olhos verdes apagados que me enxergou quando eu ainda era uma adolescente desajeitada e namorava o pior garoto do mundo. — Ele tinha os seus olhos. (Livro: Só Hoje, Cap. 9)



Mia descobre que tal  rapaz não é um garoto de programa e que, na verdade, ele se chama Cadu. Tão breve apercebe-se que trata-se do mesmo rapaz por quem (anos atrás) seu coração palpitou descompassado. Depois de uma noite inusitada de sexo, ambos começam a se envolver. O que ela não contava é que Cadu tem seus traumas do passado, devido a um acidente que fez parte e deixou marcas profundas em seu íntimo.

Mia parece sentir minha tensão e desvia o olhar para baixo, hesito por um momento pensando se não seria melhor que eu fosse embora, ela merece alguém que a leve nas porcarias de festas que quer, merece alguém limpo, sem cicatrizes, sem passados e sem pecados, merece muito mais do que sou e mesmo sabendo disso não consigo dizer adeus, não posso deixar que ache que eu não a quero quando ela é tudo o que eu mais quero no mundo. (Livro: Só Hoje, Cap. 22) 

Cadu, em verdade, não se acha merecedor das coisas boas, principalmente do amor de Mia. Ele não consegue vencer seus medos, e mesmo amando-a, decide deixá-la. Ela, assim como ele, se vê perdida e dilacerada. No entanto, depois de meses conhece Tarso, um também advogado com quem começa a se relacionar.

Baixo o olhar para as minhas mãos pensando na minha vida, no rumo que as coisas tomaram, em como vim parar nesse jardim, sentada ao lado de um homem enquanto carrego em meu coração sentimentos pelo outro que está à minha frente, agora sei que se houvesse alguma chance de ficarmos juntos ela deixou de existir no momento em que ele soube quem era meu namorado. (Livro: Só Hoje, Cap. 58) 

Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers

O que dizer dessa trama linda?! Vou começar fazendo uma equiparação, não sei se a autora vai gostar, mas é o que eu acho... Eu a considero como a Brittainy C. Cherry brasileira (a propósito, a Brittainy é uma das minhas autoras prediletas). Agora falando dessa história que aquece o âmago...

SÓ HOJE é uma trama que transborda coração e que nos apresenta o lado bom e ruim do amor. Trata-se da história de um coração partido (SIM, O VELHO E BOM CLICHÊ), porém com uma trama bem construída e cheia de sentimentos. Depois de ver a morte de perto, Cadu nunca foi o mesmo... Até conhecer Mia e, com isso, passa a sentir um lampejo de esperança. Tanto os personagens protagonistas e secundários quanto o enredo te suga para o contexto, fazendo-nos absorver as alegrias e dores que a trama traz consigo. Durante a leitura você enxerga o crescimento dos personagens e, ao menos pra mim, fez-me sentir seus dissabores. Há uma nova e angustiante questão onde Mia se vê perdida e que faz com que o leitor sinta-se igual, afinal, tanto Cadu quanto Tarso são apaixonantes. De pano de fundo, assim como o título, temos a música que representa o amor de Mia e Cadu, "Só Hoje  do Jota Quest". O final é cercado de reviravoltas angustiantes, mas que, como marca registrada da autora, conduz a uma bela mensagem/aprendizado. A escrita da Cinthia é envolvente e deliciosa de se encontrar. Por fim, para quem curte um drama/romance daqueles que escalda a alma, eis essa maravilhosa pedida. 💘💘💘 Eu, particularmente, não me contentando em avaliá-lo com cinco estrelas, também o favoritei no Skoob... EU MEGA INDICO!!! o/

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está no padrão digital, perfeita; e a capa é belíssima, estampando ninguém menos que Cadu. 



Livro: Só Hoje
Autora: Cinthia Freire
Gênero: Drama/Romance
Publicação — Independente
Ano: 2019
Páginas: 678


Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com/

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥