E o Coronavírus ocupa os assuntos Literários (que bom, devemos mesmo refletir sobre)

 

Olá, pessoas como vão? O último post foi em 16 de agosto...e nossa, parece que tem tempo, né? E tem mesmo....Eu sempre falo que vou aparecer mais por aqui e acabo sumindo ahahahahhahaah....

Vou tentar de novo e de novo e de novo.....pois gosto muito de escrever e confesso que gosto desse espaço por aqui.

Hoje vim falar brevemente de um livro que li, baixei de forma gratuita na Amazon. Parece que na onda do coronavírus nossos kindles viram seus livros se multiplicarem. Todo mundo em casa, trabalhando ou não, o povo acha que a gente tem mais tempo ...Ledo engano, o tempo tá curto real...Eu mesmo sou uma que continuei trabalhando de boa, normalmente. E o tempo foi ficando até mais curto pois nossa! trabalho em hospital e bem...vocês sabem como é né? Ou como foi...Ou como está sendo...Ou se não sabem, conversem com alguém que trabalha em hospital ... enfim....Talvez seja assunto para outro post....

O livro é esse aqui:  

Neste brilhante artigo publicado pela revista Time, o autor best-seller de Sapiens Homo Deus faz uma defesa da cooperação entre os povos e nações no combate às pandemias e a outros males.

O historiador israelense Yuval Noah Harari argumenta neste artigo que muitas pessoas culpam a globalização pela epidemia do coronavírus e afirmam que o único jeito de evitar novos surtos dessa natureza seria desglobalizar o mundo. Contudo, embora uma quarentena temporária seja essencial para deter esses surtos de doença, o isolacionismo prolongado entre as nações conduzirá ao colapso econômico sem oferecer qualquer proteção real contra doenças infecciosas. Muito pelo contrário. O verdadeiro antídoto para epidemias não é a segregação, mas a cooperação.

Pra começo de conversa quem é Yuval Noah Harari ? E o que é um ensaio?

Yuval Noah Harari é um professor israelense de História e autor do best-seller internacional Sapiens: Uma breve história da humanidade e também de Homo Deus: Uma Breve História do Amanhã. Leciona no departamento de História da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Já um Ensaio é uma obra de reflexão que versa sobre determinado tema, sem que o autor pretenda esgotá-lo, exposta de maneira pessoal ou mesmo subjetiva. Ao contrário do estudo, o ensaio não é investigativo, podendo ser impressionista ou opinativo. É um texto breve, situado entre ser poético e ser didático, contendo ideias, críticas e reflexões sobre diferentes temas.

E o tema da vez é claro, o Coronavírus. A pandemia que começou ainda em 2019 lá em Wuhan, na China e ganhou o mundo matando mais de 140 mil pessoas no Brasil e sei lá quantas no mundo todo (um milhão segundo os últimos gráficos). Não dá vontade de ficar assim?


O livro foi publicado pela Companhia da Letras somente em formato e-book e até agora continua de forma gratuita. A tradução é de Odorico Leal.

Basicamente o autor fala da globalização e de como alguns pensam em desglobalizar o mundo para conter os surtos da pandemia. Muitos fizeram um pouco disso, na verdade, restringindo acessos e bloqueando fronteiras. Voos cancelados e a bagaça toda. Mas logo de cara ele fala que o isolacionismo vai de encontro ao colapso econômico. A gente é lembrado que epidemias matavam bem antes da globalização, né? Vide a peste e a gripe espanhola! O mundo não era globalizado e as pessoas andavam em carroças...E aí?

O que temos hoje, que não tínhamos nessas épocas passadas é a INFORMAÇÃO. Informação científica que pode rodar o mundo e salvar muitas vidas. Uma vez que se entende o que causam as epidemias, fica mais fácil combatê-las. É claro que vírus mais novos como os da família dos coronavírus precisam ser mais estudados e entendidos, por isso esse DESESPERO GLOBAL com relação aquilo que ainda não conhecemos muito bem, né? Se teme-se o que não se entende, imagina aquilo que não se entende e não se vê?

Yuval Noah Harari discorre sobre a guerra contra os patógenos e afirma que a ciência evoluiu muito no último século e isso facilita e muito combater doenças. Então devemos aprender com isso. Com a história anterior do mundo. 

Isso é meio lógico, não? Entender o passado para viver o presente e planejar o futuro. É realmente impossível desglobalizar o mundo, mas ele precisa de cooperação internacional  para algumas coisas funcionarem. É por isso que tem ONU e OCDE, por exemplo, dentre outras. Os Estados Unidos de Trump não estão muito na vibe da cooperação...mas...enfim...(esqueçamos os EUA por um tempo e o negacionismo de Trump...ou de Bolsonaro ..ai ai...). Mas é preciso realmente união...pois sem ela, a própria troca de informações não vale de muita coisa e pode até não acontecer. 

Tem uma parte que eu gostei muito que o autor fala que na época da varíola nos idos da década de 70, que todas as pessoas em todos os países se vacinaram e isso foi possível para derrotar a doença. Imagine se um único país não vacinasse a sua população? A humanidade inteira ficaria exposta ao perigo, pois os vírus evoluem e podem se propagar. Eu realmente quero crer que a vacina é uma ação global em conjunto e que chegará para ricos e pobres. Lembremos do exemplo da varíola.

Por fim, a gente percebe que realmente faltam os líderes a humanidade do título. Cita que em 2014 os EUA atuaram como esse tipo de líder, assim como no colapso econômico de 2008, pois eles se uniram a um grande número de países, trabalhando para evitar o pior. E agora, José? Quem pega esse papel? NINGUÉM .....triste? Demais...

Mas com os políticos que temos por aí, fica mesmo complicado. A Humanidade está retrocedendo, involuindo de uma forma tal, que fica mesmo difícil de se manter são ou sã numa tempestade como essa. Obama e outros já previram o futuro com novas epidemias, mais brandas ou até piores que essa. A gente espera que as nações ACORDEM para a realidade. O que a pandemia pode nos ensinar? Muitas coisas. Acaba que depende de nós para mudar o jeito de ver o mundo.

 

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥