CATARSE: Não Tão Branca, por Stefano Volp



Um clássico esquecido escrito por uma mulher negra em 1928. Conheça a Editora Escureceu.


Não Tão Branca (publicado em inglês com o título Plum Bun) é um clássico esquecido que critica o racismo, sexismo e capitalismo. Um livro sobre transformações com uma protagonista jovem, negra e em uma jornada de autoconhecimento .

Um clássico atemporal que aborda o passing, movimento muito comum durante o Antebellum, quando negros de pele clara escravizados fugiam das fazendas e se passavam por brancos para escapar da escravidão. Um disfarce temporário usado em busca da liberdade.

Angela Murray, uma jovem negra da Filadélfia, descobre que pode se passar por branca. Após a morte de seus pais, Angela se muda para Nova York para estudar arte e escapar do racismo em busca de uma vida melhor.

No entanto, em sua nova realidade, ela logo perceberá que ser mulher implica fardos para além da cor da pele. Ainda será preciso lutar pelo amor próprio e pela liberdade.



Jessie Redmon Fauset nasceu em 1882 e foi uma editora, poeta, ensaísta, romancista e educadora norte-americana. Após ser a primeira mulher negra a se formar em línguas clássicas em 1905, Fauset foi editora da revista oficial da NAACP, The Crisis, fundada e editada por W. E. B. Du Bois.

Apesar de bem relacionada na comunidade afro-americana, Fauset e sua família eram proibidos de entrar em locais públicos como hospitais, restaurantes e lojas por conta da lei Jim Crow. Contudo, Jessie Fauset foi uma das ativistas mais relevantes de sua época, revelando autores que seriam referências para a luta antirracista.

Por meio do financiamento coletivo, queremos continuar publicando livros (agora físicos) com respeito e profissionalismo. Somos viajantes em constelações passadas em busca de democratizar o acesso à literatura relevante.

Texto extraído do Catarse, onde o livro está em financiamento coletivo! 

Eu já estou participando e torcendo para ser bem sucedido!


A tradução é de Karine Ribeiro; 
A revisão é de Lorrane Fortunato;
A edição é de Stefano Volp, idealizador da Editora Escureceu e do Clube Caixa Preta (que estou participando, mas ainda não falei por aqui)

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥