Black Box Lida: Em nossa vizinhança

Olá, pessoas, como vão? Eu espero que bem! Já comentei por aqui que além da Sociedade das Relíquias Literárias eu assino também a Caixa Preta, antes um projeto do Volp, mas agora um projeto da Editora Escureceu.

Da mesma forma que eu não estava lendo tanto os contos no ano passado agora me organizei para tal, para entrar 2021 com o pé direito e poder ler conforme eles forem enviando mensalmente. 

Primeiro quem foi essa autora? Da mesma forma que falei no post do Capote, acho que não a teria conhecido de outra forma, que não fosse aqui pelo clube.


Alice Dunbar Nelson foi uma poetisa, jornalista e ativista política americana. Entre a primeira geração nascida livre no Sul após a Guerra Civil, ela foi uma das proeminentes afro-americanas envolvidas no florescimento artístico da Renascença do Harlem. Seu primeiro marido foi o poeta Paul Laurence Dunbar. Após sua morte, ela então se casou com o médico Henry A. Callis; e, por último, era casada com Robert J. Nelson, poeta e ativista dos direitos civis. Alcançou destaque como poetisa, autora de contos e dramas, colunista de jornal, ativista pelos direitos da mulher e editora de duas antologias.

Muito legal, para uma mulher naquela época. Alguém tem que começar as lutas, não?

O conto é curtinho e não tem nada de mais, apenas um "recorte" do cotidiano daquela época escrito de forma bem tranquila de acompanhar. Não vou me estender muito, só posso dizer que tem a ver com vizinhos fofoqueiros AHAHAHAHAHAHA

Quem já leu, me conta?

Nenhum comentário

Olá, leitor!
Se você chegou até aqui, fique sabendo que já fiquei feliz!
Se quiser deixe seu comentário que responderei em breve! Se tiver blog saiba que logo logo lhe farei uma visitinha ♥